100 cineastas elegem seus 10 filmes favoritos de todos os tempos

A cada dez anos, a revista inglesa Sight & Sound renova sua enquete sobre os melhores filmes de todos os tempos, iniciada em 1962. São produzidas duas listas: uma é resultado da votação de críticos; a outra sai das relações de centenas de cineastas. A última enquete foi publicada no ano passado e contou com os votos de 358 diretores das mais variadas origens, idades e históricos. Pesquei do site da revista as listas pessoais de 100 deles (traduzi todos os títulos para as versões brasileiras), de grandes nomes do cinema norte-americano, como Woody Allen e Quentin Tarantino, a autores asiáticos como Tsai Ming-Liang e Hirokazu Kore-eda. Alguns brasileiros que foram consultados também estão aqui, como Walter Salles e Tata Amaral.

Nas listas, algumas curiosidades: Francis Ford Coppola escolheu dois filmes de Martin Scorsese entre seus dez favoritos, mas o colega não lembrou de nenhum filme dele. Bruce LaBruce, famoso por seus filmes com cenas de sexo explícito, citou filmes de Pasolini e Godard. Terry Jones, do Monty Python, elegeu Toy Story 3 e o diretor de Superbad, Greg Mottola, defendeu 2001. Matthew Vaughn, de X-Men: Primeira Classe, foi de Rocky III, enquanto Michael Mann abraçou Avatar e Biutiful. O argentino Lisandro Alonso votou no tailandês Apichatpong Weerasethakul que votou no húngaro Béla Tarr. Veja as listas dos diretores no original, em inglês, aqui.

Os dez filmes favoritos dos cineastas foram estes:

1 Era uma Vez em Tóquio
[Tokyo Story, Yasujiro Ozu, 1953]

2 2001 – Uma Odisseia no Espaço
[2001: A Space Odyssey, Stanley Kubrick, 1968]

2 Cidadão Kane 
[Citizen Kane, OrsonWelles, 1941]

4 8 ½
[8 ½, Federico Fellini, 1963]

5 Taxi Driver
[Taxi Driver, Martin Scorsese, 1976]

6 Apocalypse Now 
[Francis Ford Coppola, 1979]

7 O Poderoso Chefão
[Francis Ford Coppola, 1972]

7 Um Corpo que Cai 
[Vertigo, AlfredHitchcock, 1958]

9 O Espelho
[Zerkalo, Andrey Tarkovsky, 1974]

10 Ladrões de Bicicletas
[Ladri di Biciclette, Vittorio De Sica, 1948]

Abaixo as listas individuais de 100 cineastas:

Armadilha do Destino

Abel Ferrara
de Maria

Armadilha do Destino [Roman Polanski, 1966]
Os Demônios [Ken Russell, 1971]
Gaviões e Passarinhos [Pier Paolo Pasolini, 1966]
Prisão [Ingmar Bergman, 1949]
Lolita [Stanley Kubrick, 1962]
Os Esquecidos [Luis Buñuel, 1950]
Ran [Akira Kurosawa, 1985]
A Marca da Maldade [Orson Welles, 1958]
Uma Mulher sob Influência [John Cassavetes, 1974]
Zero de Conduta [Jean Vigo, 1933]

Agnieszka Holland
de Filhos da Guerra

Barry Lyndon [Stanley Kubrick, 1975]
Diamonds of the Night [Jan Nemec, 1964]
Fanny & Alexander [Ingmar Bergman, 1982]
Caché [Michael Haneke, 2005]
Marketa Lazarová[Frantisek Vlácil, 1967]
O Espelho [Andrei Tarkovsky, 1974]
Odd Man Out [Carol Reed, 1947]
A Rainha Margot [Patrice Chereau, 1994]
Sangue Negro [Paul Thomas Anderson, 2007]
Trono Manchado de Sangue [Akira Kurosawa, 1957]

Aki Kaurismäki
de O Homem Sem Passado

A Idade do Ouro [Luis Buñuel, 1930]
O Atalante [Jean Vigo, 1934]
Ladrões de Bicicletas [Vittorio de Sica, 1948]
Boudu Salvo das Águas [Jean Renoir, 1932]
Em Busca do Ouro [Charles Chaplin, 1925]
Meu Tio [Jacques Tati, 1958]
Nanook, o Esquimó [Robert J. Flaherty, 1922]
Aurora [F.W. Murnau, 1927]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]
Z [Costa-Gavras, 1969]

Alejandro Agresti
de Valentín

Se Meu Apartmento Falasse [Billy Wilder, 1960]
O Segredo das Joias [John Huston, 1950]
Os Melhores Anos de Nossas Vidas [William Wyler, 1946]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
O Pecado de Cluny Brown [Ernst Lubitsch, 1946]
Hannah e Suas Irmãs [Woody Allen, 1986]
Ainda Há Fogo Sobre as Cinzas [Jack Lemmon, 1971]
Trágico Amanhecer [Marcel Carné, 1939]
Rio Vermelho [Howard Hawks, 1947]
Almas em Chamas [Henry King, 1949]

Amos Gitai
de Kadosh

O Dinheiro [Robert Bresson, 1983]
Alemanha Ano Zero [Roberto Rossellini, 1948]
O Desprezo [Jean-Luc Godard, 1963]
Os Desajustados [John Huston, 1961]
A Sala de Música [Satyajit Ray, 1958]
O Fundo do Coração [Francis Ford Coppola, 1982]
Depois do Vendaval [John Ford, 1952]
Saló ou os 120 Dias de Sodoma [Pier Paolo Pasolini, 1975]
Paixões que Alucinam [Samuel Fuller, 1963]
O Garoto Selvagem [François Truffaut, 1969]

Crepúsculo dos Deuses

Andrew Dominik
de O Assassinato de Jesse James

Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
Terra de Ninguém [Terrence Malick, 1973]
Barry Lyndon [Stanley Kubrick, 1975]
Veludo Azul [David Lynch, 1986]
Marnie – Confissões de uma Ladra [Alfred Hitchcock, 1964]
Cidade dos Sonhos [David Lynch, 2001]
O Mensageiro do Diabo [Charles Laughton, 1955]
Touro Indomável [Martin Scorsese, 1980]
Crepúsculo dos Deuses [Billy Wilder, 1950]
O Inquilino [Roman Polanski, 1976]

Andrey Konchalovsky
de Os Amantes de Maria

Os Incompreendidos [François Truffaut, 1959]
[Federico Fellini, 1963]
O Atalante [Jean Vigo, 1934]
A Grande Testemunha [Robert Bresson, 1966]
Luzes da Cidade [Charles Chaplin, 1931]
Fanny & Alexander [Ingmar Bergman, 1982]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
Os Sete Samurais [Akira Kurosawa, 1954]
A Estrada da Vida [Federico Fellini, 1954]
Viridiana [Luis Buñuel, 1961]

Andrey Zvyagintsev
de Elena

Andrei Rublev [Andrei Tarkovsky, 1966]
Diário de um Pároco na Aldeia [Robert Bresson, 1951]
O Eclipse [Michelangelo Antonioni, 1962]
A Criança [Jean-Pierre Dardenne & Luc Dardenne, 2005]
Maridos [John Cassavetes, 1970]
Koyaanisqatsi [Godfrey Reggio, 1983]
Os Amantes [Louis Malle, 1958]
A Palavra [Carl Theodor Dreyer, 1955]
A Hora do Lobo [Ingmar Bergman, 1968]
A Mulher da Areia [Hiroshi Teshigahara, 1964]

Andrzej Żuławski
de Possessão

2001 – Uma Odisseia no Espaço [Stanley Kubrick, 1968]
Amarcord [Federico Fellini, 1973]
A Aventura [Michelangelo Antonioni, 1960]
Em Busca do Ouro [Charles Chaplin, 1925]
A Grande Ilusão [Jean Renoir, 1937]
Hamlet [Laurence Olivier, 1948]
Aurora [F.W. Murnau, 1927]
O Picolino [Mark Sandrich, 1935]
Umberto D [Vittorio de Sica, 1952]
Meu Ódio Será Tua Herança [Sam Peckinpah, 1969]

Ann Hui
de Uma Vida Simples

A Flor do Meu Segredo [Pedro Almodóvar, 1995]
Chinatown [Roman Polanski, 1974]
Nuvens Flutuantes [Mikio Naruse, 1955]
O Poderoso Chefão – Parte II [Francis Ford Coppola, 1974]
A Viagem dos Comediantes [Theo Angelopoulos, 1975]
O Espelho [Andrei Tarkovsky, 1974]
Nosferatu [F.W. Murnau, 1922]
Os Sete Samurais [Akira Kurosawa, 1954]
A Estrada da Vida [Federico Fellini, 1954]
A Time to Live and a Time To Die [Hsiao-hsien Hou, 1985]

Janela Indiscreta

Anton Corbijn
de Control

Acossado [Jean-Luc Godard, 1959]
Kes [Ken Loach, 1969]
Meu Tio [Jacques Tati, 1958]
Era Uma Vez no Oeste [Sergio Leone, 1968]
Touro Indomável [Martin Scorsese, 1980]
Janela Indiscreta [Alfred Hitchcock, 1954]
Os Sete Samurais [Akira Kurosawa, 1954]
Stalker [Andrei Tarkovsky, 1979]
A Estrada da Vida [Federico Fellini, 1954]
A Marca da Maldade [Orson Welles, 1958]

Apichatpong Weerasethakul
de Tio Boonmee Que Pode Recordar Suas Vidas Passadas

A Brighter Summer Day [Edward Yang, 1991]
A Conversação [Francis Ford Coppola, 1974]
A Prisioneira [Chantal Akerman, 1983]
Empire [Andy Warhol, 1964]
Nascido para Matar [Stanley Kubrick, 1987]
A General [Buster Keaton, 1926]
Adeus, Dragon Inn [Tsai Ming Liang, 2003]
Chuva [Joris Ivens, 1929]
Sátántangó [Béla Tarr, 1994]
Valentin de las Sierras [Bruce Baillie, 1967]

Arturo Ripstein
de O Evangelho das Maravilhas

Andrei Rublev [Andrei Tarkovsky, 1966]
Só a Mulher Peca [Fritz Lang, 1952]
A Doce Vida [Federico Fellini, 1960]
Nazarín [Luis Buñuel, 1958]
Os Sete Samurais [Akira Kurosawa, 1954]
O Expresso de Xangai [Josef von Sternberg, 1932]
No Tempo das Diligências [John Ford, 1939]
A Marca da Maldade [Orson Welles, 1958]
O Cavalo de Turim [Béla Tarr, 2011]
Contos da Lua Vaga Depois da Chuva [Kenji Mizoguchi, 1953]

Asghar Farhadi
de A Separação

Rashomon [Akira Kurosawa, 1950]
The Road [Sun Yu, 2006]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]
Se Meu Apartamento Falasse [Billy Wilder, 1960]
A Fraternidade é Vermelha [Krzysztof Kieslowski, 1994]
Um Assasltante Bem Trapalhão [Woody Allen, 1969]
Persona [Ingmar Bergman, 1966]
Taxi Driver [Martin Scorsese, 1976]
Tempos Modernos [Charles Chaplin, 1936]

Atom Egoyan
de O Doce Amanhã

2001 – Uma Odisseia no Espaço [Stanley Kubrick, 1968]
[Federico Fellini, 1963]
Ladrões de Bicicletas [Vittorio de Sica, 1948]
Acossado [Jean-Luc Godard, 1959]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
Metrópolis [Fritz Lang, 1927]
A Paixão de Joana d’Arc [Carl Theodor Dreyer, 1928]
Persona [Ingmar Bergman, 1966]
Pulp Fiction [Quentin Tarantino, 1994]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]

A Paixão de Joana d'Arc

Béla Tarr
de O Cavalo de Turim

Aleksandr Nevski [Sergei Eisenstein, 1938]
A Grande Testemunha [Robert Bresson, 1966]
Berlim Alexanderplatz [Rainer Werner Fassbinder, 1980]
Frenesi [Alfred Hitchcock, 1972]
M, o Vampiro de Dusseldorf [Fritz Lang, 1931]
Um Homem com uma Câmera [Dziga Vertov, 1929]
A Paixão de Joana d’Arc [Carl Theodor Dreyer, 1928]
Os Sem Esperança [Miklos Jancso, 1966]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]
Viver a Vida [Jean-Luc Godard, 1962]

Bong Joon-Ho
de O Hospedeiro

A Cidade do Desencanto [Hou Hsiao-hsien, 1989]
Cure [Kiyoshi Kurosawa, 1997]
A Empregada [Kim Ki-young, 1960]
Fargo [Joel Coen, 1996]
Psicose [Alfred Hitchcock, 1960]
Touro Indomável [Martin Scorsese, 1980]
A Marca da Maldade [Orson Welles, 1958]
A Vingança é Minha [Shohei Imamura, 1973]
O Salário do Medo [Henri-Georges Clouzot, 1953]
Zodíaco [David Fincher, 2007]

Bruce LaBruce
de Otto; or Up with Dead People

Alphaville [Jean-Luc Godard, 1965]
Os Melhores Anos de Nossas Vidas [William Wyler, 1946]
O Evangelho Segundo São Mateus [Pier Paolo Pasolini, 1964]
Interiores [Woody Allen, 1978]
A Morte de um Bookmaker Chinês [John Cassavetes, 1976]
O Terror das Mulheres [Jerry Lewis, 1961]
La Luna [Bernardo Bertolucci, 1979]
Nashville [Robert Altman, 1975]
A Filha de Ryan [David Lean, 1970]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]

Carlos Reygadas
de Post Tenebras Lux

Andrei Rublev [Andrei Tarkovsky, 1966]
Vozes Distantes [Terence Davies, 1988]
O Carrasco [Luis García Berlanga, 1963]
Vida sem Rumo [Harmony Korine, 1997]
Os Esquecidos [Luis Buñuel, 1950]
Um Condenado à Morte Escapou [Robert Bresson, 1956]
Mãe e Filho [Aleksandr Sokurov, 1997]
Persona [Ingmar Bergman, 1966]
O Intendente Sansho [Kenji Mizoguchi, 1954]
As Harmonias de Werckmeister [Béla Tarr, 2000]

Charles Burnett
de Killer of Sheep

Ladrões de Bicicletas [Vittorio de Sica, 1948]
Blow Up – Depois Daquele Beijo [Michelangelo Antonioni, 1966]
Decisão Antes do Amanhecer [Anatole Litvak, 1951]
Emitai [Ousmane Sembène, 1971]
Persona [Ingmar Bergman, 1966]
Os Sete Samurais [Akira Kurosawa, 1954]
A Pequena Loja da Rua Principal [Jan Kadar, 1965]
O Estudante de Praga [Henrik Galeen, 1926]
Uma História do Vento [Joris Ivens, 1988]
A Árvore dos Tamancos [Ermano Olmi, 1978]

Blowup

Corneliu Porumboiu
de Polícia, Adjetivo

Eternamente Sua [Apichatpong Weerasethakul, 2002]
Blow Up – Depois Daquele Beijo [Michelangelo Antonioni, 1966]
Faces [John Cassavetes, 1968]
Faits Divers [Raymond Depardon, 1983]
Gertrud [Carl Theodor Dreyer, 1964]
A Mãe e a Puta [Jean Eustache, 1976]
O Desprezo [Jean-Luc Godard, 1963]
Minha Noite com Ela [Eric Rohmer, 1969]
O Batedor de Carteiras [Robert Bresson, 1959]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]

David Michôd
de Reino Animal

Alien, o Oitavo Passageiro [Ridley Scott, 1979]
Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
O Assasinato de Jesse James [Andrew Dominik, 2007]
Violência Gratuita [Michael Haneke, 1997]
Magnólia [Paul Thomas Anderson, 1999]
Rede de Intrigas [Sidney Lumet, 1976]
Crepúsculo dos Deuses [Billy Wilder, 1950]
Taxi Driver [Martin Scorsese, 1976]
Além da Linha Vermelha [Terrence Malick, 1998]
As Harmonias de Werckmeister [Béla Tarr, 2000]

David O. Russell
de O Lado Bom da Vida

A Felicidade Não se Compra [Frank Capra, 1947]
Chinatown [Roman Polanski, 1974]
Os Bons Companheiros [Martin Scorsese, 1990]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]
Pulp Fiction [Quentin Tarantino, 1994]
Touro Indomável [Martin Scorsese, 1980]
O Jovem Frankenstein [Mel Brooks, 1974]
O Discreto Charme da Burguesia [Luis Bunuel, 1972]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
Veludo Azul [David Lynch, 1986]
Feitiço do Tempo [Harold Ramis, 1993]

Edgar Wright
de Scott Pilgrim contra o Mundo

2001 – Uma Odisseia no Espaço [Stanley Kubrick, 1968]
Um Lobisomem Americano em Londres [John Landis, 1981]
Carrie, a Estranha [Brian De Palma, 1976]
Dames [Ray Enright & Busby Berkeley, 1934]
Inverno de Sangue em Veneza [Nicolas Roeg, 1973]
O Diabo a Quatro [Leo McCarey, 1933]
Psicose [Alfred Hitchcock, 1960]
Arizona Nunca Mais [Joel & Ethan Coen, 1987]
Taxi Driver [Martin Scorsese, 1976]
Meu Ódio Será Tua Herança [Sam Peckinpah, 1969]

Edwin
de Porco Cego Quer Voar

A Grande Testemunha [Robert Bresson, 1966]
Bintang Kejora [Chaerul Umam, 1986]
Um Cão Andaluz [Luis Buñuel, 1928]
A Dupla Vida de Veronique [Krzysztof Kieslowski, 1991]
A Ilha [Kim Ki Duk, 2000]
Meu Vizinho Totoro [Hayao Miyazaki, 1988]
Era Uma Vez no Oeste [Sergio Leone, 1968]
Rashomon [Akira Kurosawa, 1950]
A Estrada da Vida [Federico Fellini, 1954]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]

Aurora

Eugène Green
de A Religiosa Portuguesa

A Grande Testemunha [Robert Bresson, 1966]
Blow Up – Depois Daquele Beijo [Michelangelo Antonioni, 1966]
A Doce Vida [Federico Fellini, 1960]
Fim do Verão [Yasujiro Ozu, 1961]
Gertrud [Carl Theodor Dreyer, 1964]
O Bobo [José Álvaro Morais, 1987]
Minha Noite com Ela [Eric Rohmer, 1969]
Vítimas da Tormenta [Vittorio De Sica, 1946]
Aurora [F.W. Murnau, 1927]
Contos da Lua Vaga Depois da Chuva [Kenji Mizoguchi, 1953]

Fernando Meirelles
de Cidade de Deus

Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
As Mil e uma Noites [Pier Paolo Pasolini, 1974]
Enter the Void [Gaspar Noé, 2010]
Os Bons Companheiros [Martin Scorsese, 1990]
Iracema, Uma Transa Amazônica [Jorge Bodanzky & Orlando Senna, 1976]
Ran [Akira Kurosawa, 1985]
Além da Linha Vermelha [Terrence Malick, 1998]
A Árvore da Vida [Terrence Malick, 2011]
Vidas Secas [Nelson Pereira dos Santos, 1963]
Zabriskie Point [Michelangelo Antonioni, 1970]

Francis Ford Coppola
de O Poderoso Chefão

Cinzas e Diamantes [Andrzej Wajda, 1958]
Os Melhores Anos de Nossas Vidas [William Wyler, 1946]
Os Boas-Vidas [Federico Fellini, 1953]
Homem Mau Dorme Bem [Akira Kurosawa, 1960]
Yojimbo,o Guarda-Costas [Akira Kurosawa, 1961]
Cantando na Chuva [Stanley Donen & Gene Kelly, 1952]
O Rei da Comédia [Martin Scorsese, 1983]
Touro Indomável [Martin Scorsese, 1980]
Se Meu Apartmento Falasse [Billy Wilder, 1960]
Aurora [F.W. Murnau, 1927]

Gareth Edwards
de Monstros

2001 – Uma Odisseia no Espaço [Stanley Kubrick, 1968]
Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
Baraka [Ron Fricke, 1992]
A Primeira Noite de um Homem [Mike Nichols, 1967]
A Felicidade Não se Compra [Frank Capra, 1947]
Tubarão [Steven Spielberg, 1975]
Cães de Aluguel [Quentin Tarantino, 1992]
Guerra nas Estrelas [George Lucas, 1977]
Taxi Driver [Martin Scorsese, 1976]
O Exterminador do Futuro [James Cameron, 1984]

Gaspar Noé
de Irreversível

2001 – Uma Odisseia no Espaço [Stanley Kubrick, 1968]
Amor [Michael Haneke, 2012]
Angst [Gerald Kargl, 1983]
Um Cão Andaluz [Luis Buñuel, 1928]
Eraserhead [David Lynch, 1976]
Sou Cuba [Mikhail Kalatozov, 1964]
King Kong [Merian C. Cooper & Ernest B. Schoedsack, 1933]
Saló ou os 120 Dias de Sodoma [Pier Paolo Pasolini, 1975]
Scorpio Rising [Kenneth Anger, 1964]
Taxi Driver [Martin Scorsese, 1976]

2001

Greg Mottola
de Superbad

2001 – Uma Odisseia no Espaço [Stanley Kubrick, 1968]
Os Incompreendidos [François Truffaut, 1959]
A Doce Vida [Federico Fellini, 1960]
A General [Buster Keaton, 1926]
A Dama de Shanghai [Orson Welles, 1947]
Manhattan [Woody Allen, 1979]
Tempos Modernos [Charles Chaplin, 1936]
A Canção da Estrada [Satyajit Ray, 1955]
Persona [Ingmar Bergman, 1966]
Yojimbo, o Guarda-Costas [Akira Kurosawa, 1961]

Gregg Araki
de Mistérios da Carne

Terra de Ninguém [Terrence Malick, 1973]
O Diabo Provavelmente [Robert Bresson, 1977]
A Dupla Vida de Veronique [Krzysztof Kieslowski, 1991]
Felizes Juntos [Wong Kar Wai, 1997]
As Três Noite de Eva [Preston Sturges, 1941]
Masculino-Feminino [Jean-Luc Godard, 1966]
Psicose [Alfred Hitchcock, 1960]
O Iluminado [Stanley Kubrick, 1980]
Capitão Bill Jr. [Buster Keaton, 1928]
Twin Peaks: Os Últimos Dias de Laura Palmer [David Lynch, 1992]

Guillermo Del Toro
de Círculo de Fogo

Frankenstein [James Whale, 1931]
Monstros [Todd Browning, 1932]
A Sombra de uma Dúvida [Alfred Hitchcock, 1943]
Ouro e Maldição [Erich Von Stroheim, 1925]
Tempos Modernos [Charles Chaplin, 1936]
A Bela e a Fera [Jean Cocteau, 1946]
Os Bons Companheiros [Martin Scorsese, 1990]
Os Esquecidos [Luis Buñuel, 1950]
Nosferatu [F.W. Murnau, 1922]
[Federico Fellini, 1963]

Guy Maddin
de A Música Mais Triste do Mundo

Depois da Vida [Hirokazu Koreeda, 1998]
A Idade do Ouro [Luis Buñuel, 1930]
Carta a uma Desconhecida [Max Ophüls, 1948]
O Perigoso Adeus [Robert Altman, 1973]
O Paraíso de um Homem [Frank Borzage, 1933]
Cidade dos Sonhos [David Lynch, 2001]
A Árvore da Vida [Terrence Malick, 2011]
O Monstro do Circo [Tod Browning, 1927]
Zero de Conduta [Jean Vigo, 1933]
A Montanha do Tesouro [Aleksandr Dovzhenko, 1928]

Hirokazu Kore-eda
de Depois da Vida

O Dinheiro [Robert Bresson, 1983]
Poeira no Vento [Hsiao-hsien Hou, 1986]
Nuvens Flutuantes [Mikio Naruse, 1955]
Frankenstein [James Whale, 1931]
Kes [Ken Loach, 1969]
A Viagem dos Comediantes [Theo Angelopoulos, 1975]
As Noites de Cabíria [Federico Fellini, 1957]
Sol Secreto [Lee Chang-dong, 2007]
Os Guarda-Chuvas do Amor [Jacques Demy, 1964]
Uma Mulher sob Influência [John Cassavetes, 1974]

O Raio Verde

Hong Sangsoo
de Mulher na Praia

O Atalante [Jean Vigo, 1934]
Boat Leaving the Port [Louis & Auguste Lumière, 1895]
Boudu Salvo das Águas [Jean Renoir, 1932]
Também Fomos Felizes [Yasujirô Ozu, 1951]
O Raio Verde [Eric Rohmer, 1986]
Um Condenado à Morte Escapou [Robert Bresson, 1956]
Nanook, o Esquimó [Robert J. Flaherty, 1922]
Nazarín [Luis Buñuel, 1958]
A Palavra [Carl Theodor Dreyer, 1955]
A Mocidade de Lincoln [John Ford, 1939]

Jan Troell
de Os Emigrantes

[Federico Fellini, 1963]
A Invenção de Hugo Cabret [Martin Scorsese, 2011]
Uma Mulher para Dois [François Truffaut, 1961]
O Espelho [Andrei Tarkovsky, 1974]
Os Desajustados [John Huston, 1961]
Tempos Modernos [Charles Chaplin, 1936]
O Mensageiro do Diabo [Charles Laughton, 1955]
Branca de Neve e os Sete Anões [David Hand, 1937]
Quanto Mais Quente Melhor [Billy Wilder, 1959]
A Hora do Lobo [Ingmar Bergman, 1968]

Jean-Pierre & Luc Dardenne
de Rosetta

Accatone [Pier Paolo Pasolini, 1961]
Os Corruptos [Fritz Lang, 1953]
Dodeskaden [Akira Kurosawa, 1970]
Alemanha Ano Zero [Roberto Rossellini, 1948]
Loulou [Maurice Pialat, 1980]
Tempos Modernos [Charles Chaplin, 1936]
Rastros de Ódio [John Ford, 1956]
Shoah [Claude Lanzmann, 1985]
A Rua da Vergonha [Kenji Mizoguchi, 1956]
Aurora [F.W. Murnau, 1927]

Jeff Nichols
de Amor Bandido

Rebeldia Indomável [Stuart Rosenberg, 1967]
Terra de Ninguém [Terrence Malick, 1973]
O Indomado [Martin Ritt, 1963]
Desafio à Corrupção [Robert Rossen, 1961]
Lawrence da Arábia [David Lean, 1962]
Butch Cassidy [George Roy Hill, 1969]
Tubarão [Steven Spielberg, 1975]
Intriga Internacional [Alfred Hitchcock, 1959]
No Tempo das Diligências [John Ford, 1939]
Assassinato por Encomenda [Michael Ritchie, 1985]

Jiri Menzel
de Trens Estreitamente Vigiados

Amarcord [Federico Fellini, 1973]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
Crimes e Pecados [Woody Allen, 1989]
Divórcio à Italiana [Pietro Germi, 1961]
Vida de Cachorro [Charles Chaplin, 1918]
Terra [Aleksandr Dovzhenko, 1930]
O Baile dos Bombeiros [Milos Forman, 1967]
As Noites de Cabíria [Federico Fellini, 1957]
Um Dia no Campo [Jean Renoir, 1936]
A Estrada da Vida [Federico Fellini, 1954]

Persona

Joachim Trier
de Oslo, 31 de Agosto

2001 – Uma Odisseia no Espaço [Stanley Kubrick, 1968]
[Federico Fellini, 1963]
Noivo Neurótivo, Noiva Nervosa [Woody Allen, 1977]
A obra inteira de Robert Bresson
Os Bons Companheiros [Martin Scorsese, 1990]
Hiroshima, Meu Amor [Alain Resnais, 1959]
O Espelho [Andrei Tarkovsky, 1974]
A Noite [Michelangelo Antonioni, 1961]
Persona [Ingmar Bergman, 1966]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]

John McNaughton
de Henry – Retrato de um Asassino

Alphaville [Jean-Luc Godard, 1965]
Homem Mau Dorme Bem [Akira Kurosawa, 1960]
Barry Lyndon [Stanley Kubrick, 1975]
Sangue de um Poeta [Jean Cocteau, 1930]
O Boulevard do Crime [Marcel Carné, 1945]
Soberba [Orson Welles, 1942]
O Homem que Matou o Facínora [John Ford, 1962]
Touro Indomável [Martin Scorsese, 1980]
Os Sapatinhos Vermelhos [Michael Powell & Emeric Pressburger, 1948]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]

José Luis Guerín
de Na Cidade de Sylvia

Luzes da Cidade [Charles Chaplin, 1931]
Ervas Flutuantes [Yasujiro Ozu, 1959]
Gertrud [Carl Theodor Dreyer, 1964]
Carta a uma Desconhecida [Max Ophüls, 1948]
Luzes da Ribalta [Charles Chaplin, 1951]
A Mãe e a Puta [Jean Eustache, 1973]
Paixão dos Fortes [John Ford, 1946]
A Palavra [Carl Theodor Dreyer, 1955]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]
Casamento ou Luxo [Charles Chaplin, 1923]

Juan Antonio Bayona
de O Orfanato

O Turista Acidental [Lawrence Kasdan, 1988]
ET – O Extraterrestre [Steven Spielberg, 1982]
O Incrível Homem que Encolheu [Jack Arnold, 1957]
Os Inocentes [Jack Clayton, 1961]
Na Idade da Inocência [François Truffaut, 1976]
O Iluminado [Stanley Kubrick, 1980]
Superman [Richard Donner, 1978]
O Inquilino [Roman Polanski, 1976]
A Árvore da Vida [Terrence Malick, 2011]
O Que Eu Fiz para Merecer Isto? [Pedro Almodóvar, 1984]

Juan José Campanella
de O Filho da Noiva

O Show Deve Continuar [Bob Fosse, 1979]
Amarcord [Federico Fellini, 1973]
Os Eternos Desconhecidos [Mario Monicelli, 1958]
Casablanca [Michael Curtiz, 1942]
Em Nome do Papa Rei [Luigi Magni, 1977]
A Felicidade Não se Compra [Frank Capra, 1947]
Amor na Tarde [Billy Wilder, 1957]
A Loja da Esquina [Ernst Lubitsch, 1940]
Cantando na Chuva [Stanley Donen & Gene Kelly, 1952]
Nós Que Nos Amávamos Tanto [Ettore Scola, 1974]

O Poderoso Chefão

Juan Carlos Fresnadillo
de Extermínio 2

Se Meu Apartmento Falasse [Billy Wilder, 1960]
Blade Runner [Ridley Scott, 1982]
O Carrasco [Luis García Berlanga, 1963]
O Anjo Exterminador [Luis Buñuel, 1962]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
Kramer vs. Kramer [Robert Benton, 1979]
Glória Feita de Sangue [Stanley Kubrick, 1957]
O Destino Bate a Sua Porta [Bob Rafelson, 1981]
O Silêncio dos Inocentes [Jonathan Demme, 1991]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]

Jørgen Leth
de As Cinco Obstruções

Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
Os Bons Companheiros [Martin Scorsese, 1990]
O Evangelho Segundo São Mateus [Pier Paolo Pasolini, 1964]
A Morte de um Bookmaker Chinês [John Cassavetes, 1976]
M, o Vampiro de Dusseldorf [Fritz Lang, 1931]
Relíquia Macabra [John Huston, 1941]
Era Uma Vez no Oeste [Sergio Leone, 1968]
A Paixão de Joana d’Arc [Carl Theodor Dreyer, 1928]
Janela Indiscreta [Alfred Hitchcock, 1954]
Viver a Vida [Jean-Luc Godard, 1962]

Kenneth Branagh
de Muito Barulho por Nada

Adeus, Meninos [Louis Malle, 1987]
Narciso Negro [Michael Powell & Emeric Pressburger, 1947]
Desencanto [David Lean, 1945]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
Manhattan [Woody Allen, 1979]
Napoleão [Abel Gance, 1927]
Touro Indomável [Martin Scorsese, 1980]
Rastros de Ódio [John Ford, 1956]
O Terceiro Homem [Carol Reed, 1949]
Tootsie [Sydney Pollack, 1982]

Kleber Mendonça Filho
de O Som ao Redor

Assalto ao 13 DP [John Carpenter, 1976]
O Estranho que Nós Amávamos [Don Siegel, 1970]
Vá e Veja [Elem Klimov, 1985]
Intervenção Divina [Elia Suleiman, 2002]
Fitzcarraldo [Werner Herzog, 1981]
A Mosca [David Cronenberg, 1986]
Jackie Brown [Quentin Tarantino, 1997]
O Iluminado [Stanley Kubrick, 1980]
Crepúsculo dos Deuses [Billy Wilder, 1950]
Cabra Marcado para Morrer [Eduardo Coutinho, 1984]

Lawrence Kasdan
de O Reencontro

O Exército das Sombras [Jean-Pierre Melville, 1969]
A Batalha da Argélia [Gillo Pontecorvo, 1966]
Doutor Fantástico [Stanley Kubrick, 1964]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
As Vinhas da Ira [John Ford, 1940]
Lawrence da Arábia [David Lean, 1962]
Fuga do Passado [Jacques Tourneur, 1947]
A Regra do Jogo [Jean Renoir, 1939]
Os Sete Samurais [Akira Kurosawa, 1954]
O Tesouro de Sierra Madre [John Huston, 1947]

Stalker

Lisandro Alonso
de Liverpool

Aguirre, a Cólera dos Deuses [Werner Herzog, 1972]
Alphaville [Jean-Luc Godard, 1965]
O Porto [Aki Kaurismaki, 2010]
A Morte de um Bookmaker Chinês [John Cassavetes, 1976]
A Vida Moderna [Raymond Depardon, 2008]
O Batedor de Carteiras [Robert Bresson, 1959]
O Rio [Tsai Ming Liang, 1997]
Luzes Silenciosas [Carlos Reygadas, 2007]
Stalker [Andrei Tarkovsky, 1979]
Mal dos Trópicos [Apichatpong Weerasethakul, 2004]

Lone Scherfig
de Educação

1900 [Bernardo Bertolucci, 1976]
Se Meu Apartmento Falasse [Billy Wilder, 1960]
Ondas do Destino [Lars von Trier, 1996]
Acossado [Jean-Luc Godard, 1959]
Vidas Amargas [Elia Kazan, 1955]
Fanny & Alexander [Ingmar Bergman, 1982]
Desejo e Perigo [Ang Lee, 2007]
As Canções do Segundo Andar [Roy Andersson, 2000]
A Fita Branca [Michael Haneke, 2009]
Ventos da Liberdade [Ken Loach, 2006]

Lukas Moodysson
de Bem-Vindos

4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias [Cristian Mungiu, 2007]
O Barco [Wolfgang Petersen, 1983]
Fanny & Alexander [Ingmar Bergman, 1982]
Hotel do Norte [Marcel Carné, 1938]
A Morte de um Bookmaker Chinês [John Cassavetes, 1976]
A Útima Sessão de Cinema [Peter Bogdanovich, 1971]
The Man on the Roof [Bo Widerberg, 1976]
Margot e o Casamento [Noah Baumbach, 2007]
O Espelho [Andrei Tarkovsky, 1974]
A Swedish Love Story [Roy Andersson, 1970]

Martin Scorsese
de Ilha do Medo

[Federico Fellini, 1963]
2001 – Uma Odisseia no Espaço [Stanley Kubrick, 1968]
Cinzas e Diamantes [Andrzej Wajda, 1958]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
O Leopardo [Luchino Visconti, 1963]
Paisà [Roberto Rossellini, 1946]
Os Sapatinhos Vermelhos [Michael Powell & Emeric Pressburger, 1948]
Rio Sagrado [Jean Renoir, 1951]
Salvatore Giuliano [Francesco Rosi, 1962]
Rastros de Ódio [John Ford, 1956]
Contos da Lua Vaga Depois da Chuva [Kenji Mizoguchi, 1953]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]

Manoel de Oliveira
de Um Filme Falado

Encouraçado Potemkin [Sergei Eisenstein, 1925]
Gertrud [Carl Theodor Dreyer, 1964]
Em Busca do Ouro [Charles Chaplin, 1925]
O Delator [John Ford, 1935]
Ivan, o Terrível [Sergei M Eisenstein, 1944]
Viagem à Itália [Roberto Rossellini, 1953]
Mouchette, a Virgem Possuída [Robert Bresson, 1966]
A Paixão de Joana d’Arc [Carl Theodor Dreyer, 1928]
Tempo de Diversão [Jacques Tati, 1967]
Contos da Lua Vaga Depois da Chuva [Kenji Mizoguchi, 1953]

Cantando na Chuva

Marc Webb
de 500 Dias com Ela

[Federico Fellini, 1963]
Noivo Neurótivo, Noiva Nervosa [Woody Allen, 1977]
A Ponte do Rio Kwai [David Lean, 1957]
Filhos da Esperança [Alfonso Cuarón, 2006]
Luzes da Cidade [Charles Chaplin, 1931]
Sociedade dos Poetas Mortos [Peter Weir, 1989]
A Primeira Noite de um Homem [Mike Nichols, 1967]
Cantando na Chuva [Stanley Donen & Gene Kelly, 1952]
A Fraternidade é Vermelha [Krzysztof Kieslowski, 1994]
O Ano em que Vivemos em Perigo [Peter Weir, 1982]

Marco Dutra
de Trabalhar Cansa

Os Pássaros [Alfred Hitchcock, 1963]
Narciso Negro [Michael Powell & Emeric Pressburger, 1947]
Fantasia [Joe Grant & Dick Huerner, 1940]
A Bruma Assasina [John Carpenter, 1979]
Ganga Bruta [Humberto Mauro, 1933]
Como Era Verde o Meu Vale [John Ford, 1941]
A Cruz dos Anos [Leo McCarey, 1937]
Os Canibais [Manoel de Oliveira, 1988]
Síndrome de Caim [Brian De Palma, 1992]
A Vila [M. Sight Shyamalan, 2004]

Martin McDonagh
de Na Mira do Chefe

Terra de Ninguém [Terrence Malick, 1973]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
Três Homens em Conflito [Sergio Leone, 1966]
Manhattan [Woody Allen, 1979]
Neste Mundo e no Outro [Michael Powell & Emeric Pressburger, 1946]
O Mensageiro do Diabo [Charles Laughton, 1955]
Os Sete Samurais [Akira Kurosawa, 1954]
Taxi Driver [Martin Scorsese, 1976]
Meu Ódio Será Tua Herança [Sam Peckinpah, 1969]

Matthew Vaughn
de X-Men: Primeira Classe

De Volta para o Futuro [Robert Zemeckis, 1985]
Muito Além do Jardim [Hal Ashby, 1979]
O Franco-Atirador [Michael Cimino, 1978]
Três Homens em Conflito [Sergio Leone, 1966]
Lawrence da Arábia [David Lean, 1962]
Caçadores da Arca Perdida [Steven Spielberg, 1981]
Cães de Aluguel [Quentin Tarantino, 1992]
Rocky III [Sylvester Stallone, 1982]
Scarface [Brian De Palma, 1983]
Guerra nas Estrelas [George Lucas, 1977]

Mia Hansen-Løve
de O Pai dos Meus Filhos

As Mil e uma Noites [Pier Paolo Pasolini, 1974]
De Olhos Bem Fechados [Stanley Kubrick, 1999]
Fanny & Alexander [Ingmar Bergman, 1982]
A Fronteira da Alvorada [Philippe Garrel, 2008]
O Raio Verde [Eric Rohmer, 1986]
Fogo Contra Fogo [Michael Mann, 1995]
La Maison des Bois [Maurice Pialat, 1971]
A Mãe e a Puta [Jean Eustache, 1976]
Millennium Mambo [Hsiao-hsien Hou, 2001]
Napoleão [Abel Gance, 1927]

Avatar

Michael Mann
de Miami Vice

Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
Encouraçado Potemkin [Sergei Eisenstein, 1925]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
Avatar [James Cameron, 2009]
Doutor Fantástico [Stanley Kubrick, 1964]
Biutiful [Alejandro Gonzalez Inarritu, 2010]
Paixão dos Fortes [John Ford, 1946]
A Paixão de Joana d’Arc [Carl Theodor Dreyer, 1928]
Touro Indomável [Martin Scorsese, 1980]
Meu Ódio Será Tua Herança [Sam Peckinpah, 1969]

Michel Hazavanicius
de O Artista

O Pão Nosso de Cada Dia [F.W. Murnau, 1930]
Luzes da Cidade [Charles Chaplin, 1931]
Ser ou Não Ser [Ernst Lubitsch, 1942]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
Se Meu Apartmento Falasse [Billy Wilder, 1960]
O Iluminado [Stanley Kubrick, 1980]
Intriga Internacional [Alfred Hitchcock, 1959]
O Terceiro Homem [Carol Reed, 1949]
Touro Indomável [Martin Scorsese, 1980]
Branca de Neve e os Sete Anões [David Hand, 1937]

Miguel Gomes
de Tabu

O Alucinado [Luis Buñuel, 1953]
Francisca [Manoel de Oliveira, 1981]
Agora Seremos Felizes [Vincente Minnelli, 1944]
O Mensageiro do Diabo [Charles Laughton, 1955]
O Demônio das Onze Horas [Jean-Luc Godard, 1965]
O Rio Sagrado [Jean Renoir, 1951]
O Espírito da Colmeia [Víctor Erice, 1973]
Tabu [F.W. Murnau, 1931]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]
O Mágico de Oz [Victor Fleming, 1939]

Mika Kaurismäki
de O Ciúme Mora ao Lado

Os Profissionais do Crime [Jean-Pierre Melville, 1966]
Mouchette, a Virgem Possuída [Robert Bresson, 1966]
Era Uma Vez no Oeste [Sergio Leone, 1968]
Paraíso Infernal [Howard Hawks, 1939]
Paixões que Alucinam [Samuel Fuller, 1963]
Quanto Mais Quente Melhor [Billy Wilder, 1959]
Aurora [F.W. Murnau, 1927]
Ser ou Não Ser [Ernst Lubitsch, 1942]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]
Contos da Lua Vaga Depois da Chuva [Kenji Mizoguchi, 1953]

Mike Figgis
de Despedida em Las Vegas

Uma Rajada de Balas [Arthur Penn, 1967]
Amargo Pesadelo [John Boorman, 1972]
A Doce Vida [Federico Fellini, 1960]
Festa de Família [Thomas Vinterberg, 1998]
I Am Curious Yellow [Vilgot Sjöman, 1967]
Esse Obscuro Objeto do Desejo [Luis Buñuel, 1977]
Noite de Estreia [John Cassavetes, 1977]
Persona [Ingmar Bergman, 1966]
Week End à Francesa [Jean-Luc Godard, 1967]
A Mulher do Lado [François Truffaut, 1981]

Sou Cuba

Mike Leigh
de Segredos e Mentiras

Loucura Americana [Frank Capra, 1932]
Barry Lyndon [Stanley Kubrick, 1975]
Os Emigrantes [Jan Troell, 1970]
How a Mosquito Operates [Winsor McCay, 1912]
Sou Cuba [Mikhail Kalatozov, 1964]
Uma Mulher para Dois [François Truffaut, 1961]
A Era do Rádio [Woody Allen, 1987]
Canções do Segundo Andar [Roy Andersson, 2000]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]
A Árvore dos Tamancos [Ermano Olmi, 1978]

Mike Newell
de Quatro Casamentos e um Funeral

Andrei Rublev [Andrei Tarkovsky, 1966]
Três Estreitamente Vigiados [Jiří Menzel, 1966]
Os Bons Companheiros [Martin Scorsese, 1990]
A Grande Ilusão [Jean Renoir, 1937]
O Leopardo [Luchino Visconti, 1963]
Sob o Domínio do Mal [John Frankenheimer, 1962]
Os Sete Samurais [Akira Kurosawa, 1954]
A Estrada da Vida [Federico Fellini, 1954]
Pacto Sinistro [Alfred Hitchcock, 1951]
A Fita Branca [Michael Haneke, 2009]

Milcho Manchevski
de Antes da Chuva

Amadeus [Milos Forman, 1984]
Acossado [Jean-Luc Godard, 1959]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
O Decólogo [Krzysztof Kieslowski, 1988]
Os Bons Companheiros [Martin Scorsese, 1990]
Felicidade [Todd Solondz, 1998]
O Império dos Sentidos [Nagisa Oshima, 1976]
Katzelmacher [Rainer Werner Fassbinder, 1969]
Persona [Ingmar Bergman, 1966]
O Inquilino [Roman Polanski, 1976]

Miranda July
de Eu, Você e Todos Nós e O Futuro

Blind [Frederick Wiseman, 1987]
Smooth Talk [Joyce Chopra, 1985]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]
Depois da Vida [Hirokazu Koreeda, 1998]
Em Algum Lugar do Passado [Jeannot Szwarc, 1980]
Cheese [Mika Rottenberg, 2007]
Embriagado de Amor [Paul Thomas Anderson, 2002]
O Balão Vermelho [Albert Lamorisse, 1956]
Uma Janela para o Amor [James Ivory, 1985]
Aquário [Andrea Arnold, 2009]

Nicolas Philibert
de Ser e Ter

O Atalante [Jean Vigo, 1934]
Ladrões de Bicicletas [Vittorio de Sica, 1948]
Acossado [Jean-Luc Godard, 1959]
M, o Vampiro de Dusseldorf [Fritz Lang, 1931]
O Mensageiro do Diabo [Charles Laughton, 1955]
A Palavra [Carl Theodor Dreyer, 1955]
Shoah [Claude Lanzmann, 1985]
Aurora [F.W. Murnau, 1927]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]
Onde é a Casa do Meu Amigo? [Abbas Kiarostami, 1989]

A Grande Testemunha

Nuri Bilge Ceylan
de Era Uma Vez na Anatólia

Andrei Rublev [Andrei Tarkovsky, 1966]
A Grande Testemunha [Robert Bresson, 1966]
A Aventura [Michelangelo Antonioni, 1960]
O Eclipse [Michelangelo Antonioni, 1962]
Pai e Filha [Yasujiro Ozu, 1949]
Um Condenado à Morte Escapou [Robert Bresson, 1956]
O Espelho [Andrei Tarkovsky, 1974]
Persona [Ingmar Bergman, 1966]
Vergonha [Ingmar Bergman, 1968]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]

Olivier Assayas
de Clean

2001 – Uma Odisseia no Espaço [Stanley Kubrick, 1968]
O Evangelho Segundo São Mateus [Pier Paolo Pasolini, 1964]
Ludwig, o Último Rei da Bavária [Luchino Visconti, 1972]
Um Condenado à Morte Escapou [Robert Bresson, 1956]
O Espelho [Andrei Tarkovsky, 1974]
Napoleão [Abel Gance, 1927]
Tempo de Diversão [Jacques Tati, 1967]
A Regra do Jogo [Jean Renoir, 1939]
A Árvore da Vida [Terrence Malick, 2011]
Van Gogh [Maurice Pialat, 1991]

Pablo Giorgelli
de Las Acacias

Os Incompreendidos [François Truffaut, 1959]
Amarcord [Federico Fellini, 1973]
Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
Ladrões de Bicicletas [Vittorio de Sica, 1948]
Close-Up [Abbas Kiarostami, 1989]
Hero: The Official Film of the 1986 FIFA World Cup [Tony Maylam, 1986]
Matar ou Morrer [Fred Zinnemann, 1952]
Tempos Modernos [Charles Chaplin, 1936]
Janela Indiscreta [Alfred Hitchcock, 1954]
Rosetta [Jean-Pierre Dardenne & Luc Dardenne, 1999]

Pablo Larraín
de No

2001 – Uma Odisseia no Espaço [Stanley Kubrick, 1968]
[Federico Fellini, 1963]
Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
A Infância de Ivan [Andrei Tarkovsky, 1962]
A Palavra [Carl Theodor Dreyer, 1955]
Rashomon [Akira Kurosawa, 1950]
Crepúsculo dos Deuses [Billy Wilder, 1950]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]
Viver a Vida [Jean-Luc Godard, 1962]

Pablo Stoll
de Whisky

Se Meu Apartmento Falasse [Billy Wilder, 1960]
El Dependiente [Leonardo Favio, 1969]
Eleição [Alexander Payne, 1999]
O Carrasco [Luis García Berlanga, 1963]
Memórias do Subdesenvolvimento [Tomás Gutiérrez Alea,1968]
O Mensageiro do Diabo [Charles Laughton, 1955]
Rio 40 Graus [Nelson Pereira dos Santos, 1955]
Onde Começa o Inferno [Howard Hawks, 1959]
Estranhos no Paraíso [Jim Jarmusch, 1982]
O Pântano [Lucrecia Martel, 2001]

Taxi Driver

Pablo Trapero
de Leonera

Os Incompreendidos [François Truffaut, 1959]
[Federico Fellini, 1963]
Aguirre, a Cólera dos Deuses [Werner Herzog, 1972]
Se Meu Apartmento Falasse [Billy Wilder, 1960]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
Tempos Modernos [Charles Chaplin, 1936]
Não Amarás [Krzysztof Kieslowski, 1988]
Taxi Driver [Martin Scorsese, 1976]
Os Imperdoáveis [Clint Eastwood, 1992]
Viridiana [Luis Buñuel, 1961]

Paul Greengrass
de Voo 93

A Batalha da Argélia [Gillo Pontecorvo, 1966]
Encouraçado Potemkin [Sergei Eisenstein, 1925]
Ladrões de Bicicletas [Vittorio de Sica, 1948]
Acossado [Jean-Luc Godard, 1959]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
O Evangelho Segundo São Mateus [Pier Paolo Pasolini, 1964]
Kes [Ken Loach, 1969]
Os Sete Samurais [Akira Kurosawa, 1954]
O Jogo da Guerra [Peter Watkins, 1965]
Z [Costa-Gavras, 1969]

Paul Schrader
de A Marca da Pantera

Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
O Conformista [Bernardo Bertolucci, 1970]
Amor à Flor da Pele [Wong Kar Wai, 2000]
As Três Noite de Eva [Preston Sturges, 1941]
Orfeu [Jean Cocteau, 1950]
O Batedor de Carteiras [Robert Bresson, 1959]
A Regra do Jogo [Jean Renoir, 1939]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]
Meu Ódio Será Tua Herança [Sam Peckinpah, 1969]

Peter Farrelly
de O Amor em Jogo

Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu! [Jim Abrahams, David Zucker & Jerry Zucker, 1980]
Borat [Larry Charles, 2006]
A Felicidade Não se Compra [Frank Capra, 1947]
Tubarão [Steven Spielberg, 1975]
Perdidos na Noite [John Schlesinger, 1969]
Um Estranho no Ninho [Milos Forman, 1975]
Cães de Aluguel [Quentin Tarantino, 1992]
A Lista de Schindler [Steven Spielberg, 1993]
Sideways [Alexander Payne, 2004]
O Mágico de Oz [Victor Fleming, 1939]

Peter Strickland
de Berberian Sound Studio

Allures [Jordan Belson, 1960]
Olhos Sem Rosto [Georges Franju, 1960]
O Espelho [Andrei Tarkovsky, 1974]
O Mensageiro do Diabo [Charles Laughton, 1955]
Outer Space [Peter Tscherkassky, 2000]
Sátántangó [Béla Tarr, 1994]
Sombras de Nossos Ancestrais Esquecidos [Sergei Parajanov, 1964]
Street of Crocodiles [Brothers Quay, 1986]
Taxi Driver [Martin Scorsese, 1976]
Viridiana [Luis Buñuel, 1961]

Chinatown

PJ Hogan
de O Casamento de Muriel

Uma Rajada de Balas [Arthur Penn, 1967]
Chinatown [Roman Polanski, 1974]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
O Conformista [Bernardo Bertolucci, 1970]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
A Útima Sessão de Cinema [Peter Bogdanovich, 1971]
Rede de Intrigas [Sidney Lumet, 1976]
A Regra do Jogo [Jean Renoir, 1939]
Crepúsculo dos Deuses [Billy Wilder, 1950]
As Aventuras de Tom Jones [Tony Richardson, 1963]

Quentin Tarantino
de Django Livre

Três Homens em Conflito [Sergio Leone, 1966]
Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
Garotos em Ponto de Bala [Michael Ritchie, 1976]
Carrie, a Estranha [Brian De Palma, 1976]
Jovens, Loucos e Rebeldes [Richard Linklater, 1993]
Fugindo do Inferno [John Sturges, 1963]
Jejum de Amor [Howard Hawks, 1940]
Tubarão [Steven Spielberg, 1975]
Garotas Lindas aos Montes [Roger Vadim, 1971]
A Outra Face da Violência [John Flynn, 1977]
O Comboio do Medo [William Friedkin, 1977]
Taxi Driver [Martin Scorsese, 1976]

Raya Martin
de Independência

Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
Manila by Night [Ishmael Bernal, 1980]
Commingled Containers [Stan Brakhage, 1997]
Éruption Volcanique à la Martinique [Georges Méliès, 1902]
Evolução de uma Família Filipina [Lav Díaz, 2004]
Francisco, Arauto de Deus [Roberto Rossellini, 1950]
História(s) do Cinema [Jean-Luc Godard, 1988-1998]
Sou Cuba [Mikhail Kalatozov, 1964]
O Espelho [Andrei Tarkovsky, 1974]
O Massacre da Serra Elétrica [Tobe Hooper, 1974]

Richard Lester
de Os Reis do Iê-Iê-Iê

Barry Lyndon [Stanley Kubrick, 1975]
A Carga da Brigada Ligeira [Tony Richardson, 1968]
Um Dia de Cão [Sidney Lumet, 1975]
Fanny & Alexander [Ingmar Bergman, 1982]
A General [Buster Keaton, 1926]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
Lawrence da Arábia [David Lean, 1962]
O Leopardo [Luchino Visconti, 1963]
As Férias do Sr. Hulot [Jacques Tati, 1953]
Os Sete Samurais [Akira Kurosawa, 1954]

Rolf de Heer
de Alma Silenciosa

1900 [Bernardo Bertolucci, 1976]
Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
Dersu Uzala [Akira Kurosawa, 1975]
Sem Medo de Viver [Peter Weir, 1993]
A Grande Ilusão [Jean Renoir, 1937]
Um Estranho no Ninho [Milos Forman, 1975]
Sansão e Dalila [Cecil B DeMille, 1949]
Matadouro 5 [George Roy Hill, 1972]
The Stud Farm [András Kovács, 1978]
O Mundo de Apu [Satyajit Ray, 1959]

Amarcord

Roy Andersson
de Vocês, os Vivos

Amarcord [Federico Fellini, 1973]
Andrei Rublev [Andrei Tarkovsky, 1966]
Cinzas e Diamantes [Andrzej Wajda, 1958]
Barry Lyndon [Stanley Kubrick, 1975]
A Batalha da Argélia [Gillo Pontecorvo, 1966]
Ladrões de Bicicletas [Vittorio de Sica, 1948]
Hiroshima, Meu Amor [Alain Resnais, 1959]
Intolerância [D.W. Griffith, 1916]
Rashomon [Akira Kurosawa, 1950]
Viridiana [Luis Buñuel, 1961]

Sam Mendes
de Beleza Americana

Os Incompreendidos [François Truffaut, 1959]
Veludo Azul [David Lynch, 1986]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
Fanny & Alexander [Ingmar Bergman, 1982]
O Poderoso Chefão – Parte II [Francis Ford Coppola, 1974]
Kes [Ken Loach, 1969]
O Bebê de Rosemary [Roman Polanski, 1968]
Taxi Driver [Martin Scorsese, 1976]
Sangue Negro [Paul Thomas Anderson, 2007]
Um Corpo que Cai [Alfred Hitchcock, 1958]

Shinji Aoyama
de Eureka

Boudu Salvo das Águas [Jean Renoir, 1932]
Grilhões do Passado [Orson Welles, 1955]
Fausto [F.W. Murnau, 1926]
Je Vous Salue, Marie [Jean-Luc Godard, 1984]
Johnny Guitar [Nicholas Ray, 1954]
Os Especialistas [Sam Peckinpah, 1975]
Amantes [John Cassavetes, 1984]
O Conto dos Crisântemos Tardios [Kenji Mizoguchi, 1939]
O Sol Brilha na Imensidade [John Ford, 1953]
Grisbi, Ouro Maldito [Jacques Becker, 1954]

Sion Sono
de Himizu

Babe, o Porquinho Atrapalhado [Chris Noonan, 1995]
Dodeskaden [Akira Kurosawa, 1970]
O Vampiro da Noite [Terence Fisher, 1958]
Alugados pelo Inferno [Kinji Fukasaku, 1975]
Um de Nós Morrerá [Arthur Penn, 1958]
Norma Rae [Martin Ritt, 1979]
Noite de Estreia [John Cassavetes, 1977]
Satyricon [Federico Fellini, 1969]
Paixão Turca [Paul Verhoeven, 1973]
O Desespero de Veronika Voss [Rainer Werner Fassbinder, 1982]

Stanley Kwan
de A Atriz

A Brighter Summer Day [Edward Yang, 1991]
O Conformista [Bernardo Bertolucci, 1970]
Morte em Veneza [Luchino Visconti, 1971]
O Poderoso Chefão [Francis Ford Coppola, 1972]
Num Ano de 13 Luas [Rainer Werner Fassbinder, 1978]
A Viagem dos Comediantes [Theo Angelopoulos, 1975]
Touro Indomável [Martin Scorsese, 1980]
Rastros de Ódio [John Ford, 1956]
A Estrada da Vida [Federico Fellini, 1954]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]

O Desprezo

Steve McQueen
de Shame

A Batalha da Argélia [Gillo Pontecorvo, 1966]
Zero de Conduta [Jean Vigo, 1933]
A Regra do Jogo [Jean Renoir, 1939]
Era uma Vez em Tóquio [Yasujiro Ozu, 1953]
Couch [Andy Warhol, 1964]
O Desprezo [Jean-Luc Godard, 1963]
Bom Trabalho [Claire Denis, 1998]
Era uma Vez na América [Sergio Leone, 1984]
O Salário do Medo [Henri-Georges Clouzot, 1953]
Faça a Coisa Certa [Spike Lee, 1989]

Susanne Bier
de Depois do Casamento

Os Incompreendidos [François Truffaut, 1959]
Se Meu Apartmento Falasse [Billy Wilder, 1960]
Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
Ladrões de Bicicletas [Vittorio de Sica, 1948]
Morte em Veneza [Luchino Visconti, 1971]
O Franco-Atirador [Michael Cimino, 1978]
Fanny & Alexander [Ingmar Bergman, 1982]
Aconteceu Naquela Noite [Frank Capra, 1934]
Era Uma Vez no Oeste [Sergio Leone, 1968]
Janela Indiscreta [Alfred Hitchcock, 1954]

Suzana Amaral
de A Hora da Estrela

[Federico Fellini, 1963]
Berlim Alexanderplatz [Rainer Werner Fassbinder, 1980]
Acossado [Jean-Luc Godard, 1959]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
O Conformista [Bernardo Bertolucci, 1970]
O Enigma de Kaspar Hauser [Werner Herzog, 1974]
O Poderoso Chefão – Parte II [Francis Ford Coppola, 1974]
O Informante [Michael Mann, 1999]
Pulp Fiction [Quentin Tarantino, 1994]
O Tambor [Volker Schlöndorff, 1979]

Tata Amaral
de Um Céu de Estrelas

Acossado [Jean-Luc Godard, 1959]
Um Dia de Cão [Sidney Lumet, 1975]
Memórias do Subdesenvolvimento [Tomás Gutiérrez Alea,1968]
Noite e Neblina [Alain Resnais, 1955]
Nostalgia da Luz [Patricio Guzmán, 2010]
Noite de Estreia [John Cassavetes, 1977]
Paranoid Park [Gus van Sant, 2007]
O Bandido da Luz Vermelha  [Rogério Sganzerla, 1968]
Rocco e Seus Irmãos [Luchino Visconti, 1960]
Terra em Transe [Glauber Rocha, 1967]

Terence Davies
de Amor Profundo

Grandes Esperanças [David Lean, 1946]
The Happiest Days of Your Life [Frank Launder, 1950]
As Oito Vítimas [Robert Hamer, 1949]
Carta a uma Desconhecida [Max Ophüls, 1948]
Soberba [Orson Welles, 1942]
O Mensageiro do Diabo [Charles Laughton, 1955]
Rastros de Ódio [John Ford, 1956]
Cantando na Chuva [Stanley Donen & Gene Kelly, 1952]
Meu Passado me Condena [Basil Dearden, 1961]
Corações Enamorados [Gordon Douglas, 1955]

Feitiço do Tempo

Terry Jones
de Monty Python em Busca do Cálice Sagrado

Crimes e Pecados [Woody Allen, 1989]
ET – O Extraterrestre [Steven Spielberg, 1982]
Fanny & Alexander [Ingmar Bergman, 1982]
Festa de Família [Thomas Vinterberg, 1998]
A General [Buster Keaton, 1926]
Feitiço do Tempo [Harold Ramis, 1993]
Eles e Elas [Joseph L. Mankiewicz, 1955]
Santa Não Sou [Wesley Ruggles, 1933]
Branca de Neve e os Sete Anões [David Hand, 1937]
Toy Story 3 [Lee Unkrich, 2010]

Tsai Ming-Liang
de Cães Errantes

Os Incompreendidos [François Truffaut, 1959]
O Eclipse [Michelangelo Antonioni, 1962]
O Medo Devora a Alma [Rainer Werner Fassbinder, 1974]
Adeus, Dragon Inn [Tsai Ming Liang, 2003]
Mouchette, a Virgem Possuída [Robert Bresson, 1966]
O Mensageiro do Diabo [Charles Laughton, 1955]
Filho Único [Yasujiro Ozu, 1936]
A Paixão de Joana d’Arc [Carl Theodor Dreyer, 1928]
Primavera uma Pequena Cidade [Fei Mu, 1948]
Aurora [F.W. Murnau, 1927]

Walter Salles
de Central do Brasil

[Federico Fellini, 1963]
Andrei Rublev [Andrei Tarkovsky, 1966]
Apocalypse Now [Francis Ford Coppola, 1979]
Luzes da Cidade [Charles Chaplin, 1931]
Memórias do Subdesenvolvimento [Tomás Gutiérrez Alea,1968]
O Passageiro/Profissão: Repórter [Michelangelo Antonioni, 1975]
A Paixão de Joana d’Arc [Carl Theodor Dreyer, 1928]
O Demônio das Onze Horas [Jean-Luc Godard, 1965]
Vidas Secas [Nelson Pereira dos Santos, 1963]
A Hora do Lobo [Ingmar Bergman, 1968]

Whit Stillman
de Metropolitan

Cupido é Moleque Teimoso [Leo McCarey, 1937]
Os Eternos Desconhecidos [Mario Monicelli, 1958]
A Alegre Divorciada [Mark Sandrich, 1934]
Retorno a Howards End [James Ivory, 1992]
Papai por Acaso [Preston Sturges, 1943]
A Loja da Esquina [Ernst Lubitsch, 1940]
Beijos Proibidos [François Truffaut, 1968]
Estranhos no Paraíso [Jim Jarmusch, 1982]
Pacto Sinistro [Alfred Hitchcock, 1951]
Caravana de Bravos [John Ford, 1950]

Woody Allen
de Meia-Noite em Paris

Ladrões de Bicicletas [Vittorio de Sica, 1948]
O Sétimo Selo [Ingmar Bergman, 1957]
Cidadão Kane [Orson Welles, 1941]
Amarcord [Federico Fellini, 1973]
[Federico Fellini, 1963]
Os Incompreendidos [François Truffaut, 1959]
Rashomon [Akira Kurosawa, 1950]
A Grande Ilusão [Jean Renoir, 1937]
O Discreto Charme da Burguesia [Luis Bunuel, 1972]
Glória Feita de Sangue [Stanley Kubrick, 1957]

Comentários

comentários

106 thoughts on “100 cineastas elegem seus 10 filmes favoritos de todos os tempos”

  1. INACREDITÁVEL!!!
    Estes cineastas estão totalmente fora da realidade. Filmes como “Era uma vez no Oeste” era para estar em primeiro lugar na lista, Poderoso Chefão 1,2,3 , Apocalipse Now entre outros.
    Discordo totalmente desta lista.

    Airton de Oliveira

    1. Com todo respeito, Airton você não tem que discordar de porra nenhuma. Eles elegeram os SEUS filmes favoritos, não os teus. Se eu disser que meu filme preferido é “O cavalheiro Didi e a Pricesa Lili” ninguém vai poder falar nada, pois essa é minha opinião.

        1. Caros,

          Tem o seguinte: há opinião, opinião mesmo, e há posicionamento.
          São coisas diferentes.
          Opinião diz respeito a você consigo mesmo, e posicionamento fala de você em relação ao que te cerca, onde acaba preponderando o arrivismo !!!

          Considerem-se abraçados,

          MAF

      1. listas são um delícia e justamente pelas surpresas/doideras/etc… depois de uma lista eu vou assistir o filme com outro olhar…
        John Carpenter apareceu tchê, que massa. Rocky 3 foi citado, q legal!

  2. Maldita mania de velho, achar que tudo da sua epoca era melhor.
    De velho, e de pseudo intelectual, que para se sentir “cool” ao ser perguntado sobre algumas coisas, vão dar esse tipo de resposta.

    1. qual é o recalque Julliano, leia o título ”100 cineastas ELEGEM SEU 10 filmes favoritos de todos os tempos”. Não são OS SEUS JULLIANO RECALCADO.

  3. Vi muitos desses filmes.Foi bom alguém se lembrar de “Orfeu” de Jean Cocteau, ou “Rio Sagrado” de Jean Renoir.Mas a maioria é de pessoas que “pescaram” filmes de qualquer jeito, sem nenhum critério aparente e os consideraram o máximo.Orfeu é uma coisa estranhamente bela, mas Rio Sagrado é apenas bonitinho e pitoresco.Antonioni fez coisas melhores que Blow Up,mas ninguém citou “L’Avventura” por exemplo.Idem para a obra de Fellini,ou Hitchcock,William Wyler e tantos outros.Apenas um rasgo de gostos pessoas “ad libidum”

  4. Meus preferidos: 01) “M”, de Fritz Lang; 2) Janeja Indiscreta, de Hitchcock; 03) Apocalipse Now, de Francis Ford Coppola; 04) O Bandido da Luz Vermelha, Rogerio Saganrzela; 05) Ralé, de Akira Kurosawa; 6) O Império do Sol, de Steven Spielberg;07) Amacord, de Fellini; 08) O Inquilino, de Roman Polansky; 09) O Sol é para Todos; 10) O Homem que Matou o Facínora.

  5. Listas incríveis, ótimo para se conhecer filmes até então desconhecidos e que devem ser maravilhosos. Vale a pena guardar para utilizar…

    1. 2001 não é um filme pra ser entendido. É um filme feito pra refletir. Nossa existência no uniberso. É uma expressão. Cinema é arte e arte é para expressar as reflexões dos artistas. Kubrick se expressou genialmente bem através de suas câmeras em “2001”

  6. Uma sugestão, a seguir, para não perderem a oportunidade. Suponho que cada um dos 100 cineastas listou em ordem decrescente os 10 melhores filmes. Então, supondo também serem todos os cineastas de mesmo peso, atribuam ao melhor de cada um 10 pontos; o segundo melhor, 9 pontos, o terceiro, 8 pontos, até o 10º melhor ter 1 ponto. Somem tudo e vejam qual o filme que somou mais pontos: este será, segundo este critério deste ranqueamento, O MELHOR FILME DE TODOS OS TEMPOS, segundo os 100 cineastas. Mas sugiro, ainda, que diferenciem cineastas: multipliquem por 2 os pontos da lista do cineasta que já venceu Oscar (não importa quantas vezes). E comparem as bilheterias e, também, com os filmes de maior bilheteria de todos os tempos, pra verem o grau de correspondência. Sem prejuízo da lista de cada um. Aí dá matéria pra várias páginas e semanas. Finalmente, deixo a minha lista: 1- A Noviça Redelde (The Sound of Music); 2- Luzes da Cidade; 3- ‘2001 – Uma Odisseia no Espaço’; 4- Ben-Hur; 5- Dança com Lobos; 6- O Show de Truman; 7- Intriga Internacional; 8- A Lista de Schindler; 9- Lawrence das Arábias. Abraços; 10- Cantando na Chuva.

    1. E desde quando uma boa bilheteria e um Oscar na preteleira são garantia de qualidade? Um diretor premiado não faz dele mais ou menos importante que o outro… Puxado esses comentários daqui ¬¬

    1. Não, Raimundo. É “Ladrões”. Tanto na versão brasileira quanto na original. “Ladri” é ladrões, no plural. No singular seria “ladro”.

  7. Eu acho que existem 3 tipos de filmes no cinema: 1.o filme artístico, 2.o filme inventivo e 3.o filme convencional.

    1.Artístico -> Em especial aqueles que quebram as regras, que não seguem um modelo de história narrativa comum, aqueles que estão na categoria máxima de cinema com arte, ex; 2001, solaris.

    2.Inventivo -> os filmes estéticos que na maioria das vezes são revolucionários e pioneiros. Ex; Cidadão Kane, Vertigo, Potemkin, Nascimento da nação, as Regras do jogo…

    3.Filme convencional -> são os filmes que por mais clássicos que sejam, não são 100% art house ou inventivos, o melhor exemplo é O Poderoso Chefão, filme de altíssima qualidade, mas no fundo é entretenimento,um drama sério, arte sim, inventivo também, mas não 100% em ambos.

    De qualquer forma, nenhum deles

  8. Escolher só dez é muito difícil, até porque sempre ficamos um tanto indecisos em escolher os “melhores” (isto é, os filmes de maior qualidade, prestígio ou importância histórica) ou os “preferidos” (aqueles filmes que, por algum motivo, nos tocam mais profundamente, mesmo que sejamos os únicos a gostar deles). O mais honesto seria escolher só os “preferidos”, mas acho que, no final das contas, sabendo que muita gente vai ler as listas, os caras acabam dando um espaço maior aos filmes consagrados.

  9. Depois dessa listagem lembrei de um comentário bem atual e completamente equivocado de um amigo: “Todas as músicas boas do mundo foram produzidas até os anos 70”
    Ou esses cineastas pararam no tempo se recusando assistir/gostar(de) filmes atuais ou tem medo que novos diretores tão ou mais brilhantes que eles tomem seu lugar em um futuro cinematográfico.
    Felizmente, para apreciadores o mundo do cinema gira, apesar de ter maravilhas nessa lista, não representa uma fração de “Filmes de Todos os Tempos”; é bem limitada a filmes cult do passado, muita coisa melhor surgiu depois disso, mesmo que críticos não admitam, certamente Rocky III, Avatar e Toy Story 3 não está entre elas…

        1. Chico Fireman, grata. (Pela sua paciência de responder aos comentários com toda classe. Eu não teria a menor paciência.) De qualquer forma, faço minhas as suas palavras. Abraços.

      1. Pessoal por favor, releiam com atenção a frase, pois não entenderam o contexto em que coloquei: “Rocky III, Avatar e Toy Story 3 não está entre elas…” Boa contribuição Chico, mas sigo com a mesma opinião sobre esses cineastas. Abraço a todos.

  10. De fato nas listas divulgadas até parece que os entrevistados optaram pela indicação de filmes consagrados. E sem entrar no mérito de suas razões o fato é mesmo que não o admitam surgiram muitos bons filmes recentemente.

    1. Regina, perguntaram aos cineastas quais os melhores filmes de todos os tempos. Todos os tempos. Eles escolheram filmes de todos os tempos. Para um filme ser chamado de melhor de todos os tempos, ele precisa ter uma história, não? Mesmo assim, vários diretores escolheram filmes mais recentes. É só procurar.

  11. O pessoal perdeu a noção… “Filme tal era pra estar na lista de fulano”
    Gente, é a opinião deles, é a lista deles… Se o tal filme está na SUA lista, ótimo.

  12. Chico,

    Parabéns pela publicação. Lista muito curiosa e diria fascinante para os “cinéfolos”…
    Apenas estranhei, verificar a citação de Steven Spielberg em seu texto. Procurei, mas não encontrei os dez mais dele em seu artigo e nem mesmo direto na fonte.
    Mais uma vez parabéns e um forte abraço

  13. Nem precisa se desculpar, como sou fã do Spielberg, fiquei curioso e fui procurar….
    Mais uma vez, parabéns pela publicação… Já peguei alguns filmes que ainda não assisti e vou preparar a sessão cinema….

    Um abs

  14. Um cineasta que põe na sua lista o filme: Apertem o cinto! O piloto sumiu! Não pode estar falando sério nem pode ser considerado sério.

    Senti a falta dos filme do Bergman na lista. Wood Allen lembrou de O Sétimo Selo, q pra mim é um dos melhores de todos. Vi pouco de Almodóvar, mas acho ele muito particular.

    No geral, me pareceu perda de tempo ter lido.

    1. Rubens, teve 24 votos para 6 filmes do Bergman: Persona, O Sétimo Selo, Vergonha, A Hora do Lobo, Fanny & Alexander e Prisão foram citados. Vc não chegou a ver?

    2. Como não pode estar falando sério? Uma das maiores comédias de todos os tempos. Escrachada por questão de estilo, escolha do realizador. Me incomoda não ter aparecido nada do Monty Python.

  15. Senti a falta de “Doutor Jivago”, “E o vento levou”, e “O Show de Trumman”.
    Ainda assim, é uma lista preciosa de dicas para assistir.

    Parabéms pela tradução, deve ter dado um trablaho enorme!

  16. Senti falta também de alguns bons filmes, mas ainda acho que a lista é muito completa e serve de guia para assistirmos os que ainda não vimos. Sem contar também que cada lista contém suas particularidades, que somente dizem respeito a quem a escreveu.

  17. Cinema Paradiso
    Poderoso chefão I
    Poderoso Chefão II
    Acossado
    Inquietos
    Cidade de Deus
    O segredo dos seus olhos
    Era uma vez na América
    Antes do amanhecer
    O Fabuloso destino de Amélie Poulain

  18. Percebi que são listas bastante pessoais, que seguem critérios pessoais. Ao menos foi o que em pareceu na maioria deles. A lista do Paul Greengrass, por exemplo, é basicamente feita de filmes políticos (muito coerente com sua carreira, aliás). As dos brasileiros sempre constam pelo menos um filme nacional. Mas as listas podem coincidir com as listas dos críticos. Pois vi uma ampla “reincidência” de Fellini 8/2, Cidadão Kane, Ladrões de Bicicletas, Os Incompreendidos e Poderoso Chefão, entre outros. Particularmente, gostei da lembrança de alguns em relação a Lawrence da Arábia, Batalha de Argel e Meu Ódio Será sua Herança, que constariam na minha lista pessoal.

  19. Minha lista: 1) Barry Lindon; 2) 2001; 3) O Poderoso Chefão II; 4) Era uma Vez no Oeste; 5) Oito e Meio; 6) Tubarão; 7) O Bebê de Rosemary; 8) Lawrence da Arábia; 9) Os Donos da Noite (de James Gray); 10) Bastardos Inglórios.

    Chico, qual a sua lista?

    Abraço
    Maicon

    1. Estou refazendo minha lista: Aurora, Janela Indiscreta, Um Tiro na Noite, A Paixão de Joana d’Arc, Elefante, Meu Vizinho Totoro, Onde Começa o Inferno, Intriga Internacional, Tubarão, Taxi Driver, O Bandido da Luz Vermelha, O Caso dos Irmãos Naves, Gritos e Sussurros, A Mulher da Areia, Crepúsculo dos Deuses, O Poderoso Chefão, Cantando na Chuva, A Última Gargalhada, Cidadão Kane, Era uma Vez no Oeste, Apocalypse Now, 2001.

  20. Achei estranho não encontrar nenhum filme do extraordinário diretor coreano Kin-Ki-Duc, que já foi premiado em Cannes. Gostei de alguém ter lembrado de A Árvore dos Tamancos, que é uma obra prima e muito pouco conhecido.

  21. Muito bacana. Duas paulistanas na minha lista de amigos que nem te conhecem compartilharam esse texto no Facebook. Não tinha como não fazer uma visita ao blog, comentar aqui e, claro, assistir mais alguns filmes que não conhecia ainda. Parabéns pelo trabalho.

  22. Roma de Fellini
    Crimes e Pecados – Woody Allen
    Homem mau dorme bem – Kurosawa
    O enigma de Kaspar Hauser -Herzog
    Assassinato por morte – Robert Moore
    Quanto mais quente melhor – Billy Wilder
    Apocalipse Now – Coppola
    Os incompreendidos – Truffault
    Fanny e Alexander – Bergman
    Polícia, Adjetivo – Corneliu Porumboi

  23. Excelente matéria Chico.
    Tolice ficar descordando de listas, favoritismos como fez o Airton . Todos nós temos os nossos filmes queridos. Eis a minha lista, muito embora seja complicado escolher 10, 20, 30…100 filmes favoritos da minha vida, de todos os tempos (e listas é mais fácil fazer por temas ou filmes favoritos de tal diretor, ainda assim sempre falta, rs ), mas vamos lá:

    1. Psicose
    2. 2001:Uma Odisseia No Espaço
    3. Barry Lyndon
    4. Intriga Internacional
    5. Star Wars
    6. Os Caçadores da Arca Perdida
    7. Nosferatu
    8. Crepúsculo dos Deuses
    9. Cidade de Deus
    10. O Poderoso Chefão

    Abs.

    Rodrigo M.

  24. A lista do Tarantino é a mais peculiar colocando filmes quase pouco vistos como Garotas Lindas aos Montes de Roger Vadin dos anos 70, que vi no cinema, e o fracasso de Friedkin Comboio do Medo também dos anos 70.
    E cita também A Outra Face da Violência do John Flynn que no Brasil foi direto para video nos anos 90 e que ninguém sabe e nem viu.

  25. Por favor, aquele sujeito idiota teve a coragem de colocar “Avatar” em uma mesma lista com “A Paixão de Joana D’arc”? Não é por mal que sua contribuição à sétima arte é pra ser jogada na lata de lixo da história, mesmo. Faça-me o favor… Têm vários aí, normalmente americanos, que só escolheram filmes americanos para a lista. Eu sei que são escolhas pessoais mas isto diz muito da qualidade de um artista de cinema, de alguém que pensa ser Rocky III um dos melhores filmes que assistiu. Trabalhar com isto e se fechar apenas para um único nicho demanda uma má vontade gigante. Imagina só ser diretor de cinema só assistindo cinema americano? Este tem em seu currículo gênios como Woody Allen, Altman e Cassavetes (além dos “naturalizados” como Milos Forman e Fritz Lang) mas é MUUUUITO pouco, sobretudo pra quem vai viver disso. É como virar escritor e ler apenas contos da carochinha… É sintomático, especialmente de quem vive apenas pra fazer caixa pra mega estúdio. É quase como se negar a conhecer uma linguagem nova por saber que dominá-la pediria um esforço que a vontade e o limite do talento destes caras não permitiria.

  26. Em relação aos filmes mais recentes achei que veria os filmes do Charlie Kaufman (Quero ser John Malkovich, Adaptação, Synecdoche, Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças) e a trilogia Antes do Amanhecer, Entardecer e Meia-noite.

    Mais alguém sentiu falta desses?

  27. Muito bom, agora vou mandar os meus filmes prediletos… (não necessariamente em ordem de preferência):
    1 – Star Wars (todos)
    2 – Alien, o Oitavo Passageiro
    3 – Matrix (o primeiro)
    4 – Taxi Driver
    5 – Blade Runner
    6 – Cães de Aluguel
    7 – Festim Diabólico
    8 – Os Caçadores da Arca Perdida
    9 – O Troco
    10 – 2001: Uma Odisseia no Espaço
    11 – Tropa de Elite
    12 – O Exterminador do Futuro
    13 – Os Bons Companheiros
    14 – O Silêncio dos Inocentes
    15 – Bullitt
    16 – Mad Max
    17 – Snatch – Porcos e Diamantes
    18 – Seven
    19 – Gladiador
    20 – O Senhor dos Anéis
    21….. e por aí vai….

  28. 1 – Andrei Rublev
    2 – A grande testemunha
    3 – Persona
    4 – Contos da lua vaga
    5 – O espelho
    6 – Rashomon
    7 – Aurora
    8 – A paixão de Joana d’Arc
    9 – 2001 – Uma odisseia no espaço
    10 – Ano passado em Marienbad

  29. Os meus 10 filmes favoritos são: As loucuras de Dick e Jane, Gattaca, O preço do amanhã, Matrix, Identidade Bourne, Peixe Grande e suas histórias maravilhosas, Matar ou morrer, Amèlie Poulain, Ágora e 21 gramas. U.u

  30. Lá vão os meus (nessa ordem) >>>
    1. Cidadão Kane
    2. Poderoso Chefão
    3. Casablanca
    4. Era uma vez na América
    5. Era uma vez no Oeste
    6. A Doce Vida
    7. …E o Vento Levou
    8. Apocalypse Now
    9. Cantando na Chuva
    10. O Tesouro de Sierra Madre

  31. A minha lista, passei a última hora a procura de dados dos filmes que me marcaram. Nada intelectual , cinema para mim é paixão, diversão… não existe o mais -mais, todos são pequenas obras-primas a meu ver. Alguns já citados, outros para aguçar a curiosidade dos cinéfilos de plantão. Espero que saibam aprecia-los.
    – Star Wars : primeira trilogia
    – O homem das mil faces : 1957 de Joseph Pevney
    – O Jovem Frankstein: 1974 de Mel Brooks
    – Ame agaru ( depois da chuva): 1998 de Kurosawa e Kuizumi
    – Silent Running: 1972 de Douglas Trumbull com Bruce Dern
    obs: visionário no tema de preservação ambiental.
    – Blade Runner
    – Hair: 1979 de Milos Forman
    – O homem que odiava as mulheres: 1968 de Richard Fleischer
    – Inferno no Pacífico: 1968 de John Boorman
    – The Big Blue : 1982 de Luc Besson

    1. suzi Adorei suas citações. Enfim alguém lembrou de Depois da chuva ( Ame
      agaru), filme belíssimo, perfeito, uma autêntico Kurosawa. Também O Homem que odiava as Mulheres, o de 1 968, inesquecível, muito melhor que o remake.

  32. Nada contra o gosto pessoal de cada cineasta,me estranha é um filme como Cinema Paradiso que papou todos os prêmios de melhor filme na época não ter sido citado por quase nenhum cineasta.Cidade de Deus Idem.Enfim…Minha lista dos 10 melhores anda distante dessa unanimidade.

  33. É inútil e cansativa a feitura de listas. Veja as escolhas americanizadas de Tarantino, totalmente perfunctórias. Famosos quando fazem listas ficam afetados, não mostram opiniões genuínas. Além do mais caranguejos votam em caranguejos e piolhos votam em piolhos. Coppola citou Scorsese (chatíssimo); Scorsese não votou em Coppola, que deselegante. Além disso, países periféricos poucas vezes foram citados. Isso é uma vergonha e acentua a falha destas listas cambetas. Acho que deveriam aplicar cálculos matemáticos na lista final, ficaria menos falsa. Nenhum filme do Zé do Caixão entrou, nem filmes adultos, mas alguns gostam. Fui.

  34. Chico, valeu pelo esforço e boa vontade de traduzir tudo. Até ia soltar por aqui a minha lista dos dez mais mas ela muda tanto que resolvi deixar pra lá.No mais, forte abraço!

  35. Vou tentar a minha lista (e sem repetir diretor e com 11 filmes):
    i – o poderoso chefão (II e I – nessa ordem) – copolla
    ii – taxi driver – scorsese
    iii – despedida em las vegas – figgis
    iv – o senhor dos anéis (trilogia) – jackson
    v – pulp fiction – tarantino
    vi – cidade de deus – meirelles
    vii – melhor é impossível – brooks
    viii – spartacus – kubrick
    ix – o segredo dos seus olhos – campanella
    x – mary poppins – stevenson
    xi – jogos, trapaças e dois canos fumegantes – ritchie

  36. Cada um tem sua individualidade, seu gosto pessoal, sua maneira de sentir emoções. Tem filmes não citados, mas que foram, nos seus devidos lançamentos, surpresas, foram únicos em sua forma de passar emoção, como: Tubarão, O Exterminador do Futuro, Rock Balboa, Matrix, O Senhor dos Anéis, Avatar… Hoje, depois de anos após os lançamentos, perderam a graça, pra alguns, mas tiveram o seu valor, na ocasião. Outros filmes são eternos pela beleza e forma de passar uma mensagem, idéia, entretenimento.

  37. A falta de sono me levou a zanzar pela net (um dos refúgios da insônia) e me deparei com essa lista de anos atrás e resolvi também meter o meu bedelho.
    Como é interessante perceber com um olhar à distância, o quanto o ser humano é autoritário, prepotente e até arrogante nas suas atitudes e posicionamentos.
    Tá colocado claramente e alguns leitores reforçam isso. E apenas uma preferência pessoal, que leva em conta as idiossincrasias de cada um, com a carga de egocentrismo, estrelismo, comercialismo, imperialismo, seja lá o que parangolé for, mas é do íntimo de cada um. Mas não tem jeito, não satisfaz o meu gosto, não agrada a minha opinião, não está de acordo com as minhas preferências é equivocado, está fora do tempo, são cineastas medíocres, frustrados, etc…
    Quanta pretensão. Essa lista não vai alterar em nada nas minhas escolhas. O meu universo necessariamente não é obrigado a estar em sintonia com aos dos demais. Posso até escolher da minha preferência, um filme considerado do ponto de vista da arte, de menor significância histórica para a maioria, mas prevalecerá o que é do meu melhor agrado. Simples assim.
    Um dos meus filmes preferidos, A Casa dos Espíritos por exemplo, salvo engano não foi citado em nenhuma lista. Na minha opinião é um belo filme, pela abrangência dos grandes temas que suscita. Política, religião, latifúndio, ideologia, família, em fim, um mergulho nas complexas relações humanas frente as estruturas de poder vigente no mundo. E daí? O gosto é só meu. Então vamos aprender a respeitar as opiniões alheias, mesmo que elas não estejam na mesma simetria que a nossa ou por mais equivocadas, limitadas ou contenham as imperfeições intrínsecas à natureza humana.

  38. Bacana as listas, tem muitos filmes ali que quero ver.
    Azar de quem não gosta, lista é pessoal, e gosto cada um tem o seu.
    Meu top 10:
    LIMITE (Brasil, 1931) – Mário Peixoto
    O ANO PASSADO EM MARIENBAD (França, 1961) -Alain Resnais
    BLOW-UP (Inglaterra, 1966) – Michelangelo Antonioni
    A HORA DO LOBO (Suécia, 1968) – Ingmar Bergman
    CREPÚSCULO DOS DEUSES (EUA, 1950) – Billy Wilder
    O ANJO EXTERMINADOR (México, 1962) – Luis Buñuel
    O ILUMINADO (EUA, 1980) – Stanley Kubrick
    SOY CUBA (União Soviética, 1964) – Mikhail Kalatozov
    SOMBRAS (EUA, 1959) – John Cassavetes
    LA FEMME DE NULLE PART (França, 1922) – Louis Delluc

  39. 2001, Taxi Driver, Apocalypse Now… vi várias vezes!

    Mas também vi filmes que não são tão famosos e/ou queridos, como Jackie Brown do Tarantino; eu adoro esse filme@

  40. Grande trabalho, Chico. Show de bola. Esta é sem dúvida a melhor maneira de se conhecer filmes. Ótimas listas e que servem coo referencia. Só entranhei o fato de não ver citado ASAS DO DESEJO de Win Wenders nenhuma vez. Obrigado.

  41. Uma coisa que me parece é, a maioria dos cineastas que fizeram a sua lista, são das antigas e eles meio que desconsideram filmes mais novos, não é certo falar que a lista deles está errada, mas é visível que eles tem sua época como prioridade, já os cineastas que surgiram mais recentemente levam todas as épocas em consideração.

  42. Obrigado aos deuses por essa bela lista…através dela que fui descobrir preciosidades como: “Era Uma Vez Em Tóquio” e “Aurora”.

  43. Acho que já passou um pouco da hora de comentar neste post, mas queria dizer que salvei-o para que sirva de consulta do monte de filmes que aí estão e que eu ainda não vi. Não sou um cinéfilo, mas achei até engraçado que para a maioria das listas dos cineastas, eu havia visto pelo menos uns dois filmes que eles escolheram: dado que eu sempre escolhi filmes na base do ‘feeling’, acho que não errei tanto. Sei que são apenas opiniões, mas ao contrário dos revoltados dos comentários, eu estou mais propenso a levar em consideração a opinião de cineastas a respeito de filmes do que de outras pessoas. A crítica nas mãos de pessoas erradas (mesmo que inteligentes) costuma descambar para a inquisição raivosa ou para a hagiografia de falsos santos.

    Uma coisa curiosa que eu notei é só haver uma única referência (mas posso estar errado, corri os olhos em algumas das listas) ao diretor Hiroshi Teshigahara, que fez A Mulher de Areia e A Face de Outro. Ele parece ser bom demais para não ter emplacado no gosto de nenhum dos entrevistados. Nem nos comentários nosso gênios chegaram a relar no nome dele. Então eu o faço para ter a palavra final.

  44. Bem apesar do post ser de 2013, gostaria de tecer minha opinião, não sei se vai ter muita gente que vai ler, mas ta bom.

    A lista dos 10 mais achei bem coerente, já que são filmes consagrados e com certeza influenciaram muita gente, mas nas listas individuais, muita coisa me surpreendeu, muitos filmes que ainda não vi e que vou querer assistir.

    Óbvio que minha lista iria se bem diferente, mas as listas, elas são bem pessoais, muitos filmes ruins para uns podem ser bons para outros, vai depender da situação que a pessoa assistiu, ou da relação histórica com seu lugar ou de alguma similaridade com sua vida, ou uma cena que marcou, muitas coisas.

    Um filme mesmo que estaria no meu numero 1 seria cinema paradiso, mas não entrou em nenhuma lista dos cineastas, marcou minha infância por que na mesma época que estava descobrindo o cinema, o menino Toto no filme também descobria e se apaixonava, na época até tínhamos a mesma idade me identifiquei com o filme.

  45. Por que tanta gente se ressente da lista dos outros? Chama o filme de “velho”, mas sequer corre atrás pra assistir, ver se é datado e comprovar a própria tese. É tudo na base do “se eu não conheço ou não gostei, é porque não é bom”. A necessidade de ter uma opinião formada é inversamente proporcional à quantidade/qualidade dos argumentos para fundamentá-la. Bando de Zé Ruela, parem de cagar pela boca.

    Belo trabalho, Chico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *