Deixa Ela Entrar

Raríssimo exemplar de cinema que sabe inserir o fantástico nos modelos clássicos de gênero. Deixa Ela Entrar é a típica história do garoto perseguido na escola cuja vida ganha uma reviravolta com a chegada de uma menina à vizinhança. A diferença é quem é a mocinha e que segredos ela guarda. O desenrolar do filme segue uma estrutura igualmente clássica, com a aproximação dos dois, a revelação do drama e o confronto com os rivais, mas sempre inserindo a isso o elemento extra. Fazer isso na intensidade correta, mantendo a dramaturgia em alta, deixando cada cena deliciosa, sem recorrer a mecanismos fáceis como trilha e câmera frenéticas e, o mais importante, levando a sério o que poderia ser tratado como festa é o maior acerto do diretor Tomas Alfredson. A dupla de protagonistas garante um espetáculo à parte, com destaque para a menina Lina Leandersson.

Deixa Ela Entrar EstrelinhaEstrelinhaEstrelinhaEstrelinhaEstrelinha
[Låt den Rätte Komma in, Tomas Alfredson, 2008]

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *