Marie-Jo e Seus Dois Amores

Marie-Jo é uma mulher que tem um amante. Mas no seu caso não existe traição na sua concepçãao mais rasteira. Marie-Jo ama seu marido, com quem vive há anos e tem uma filha que acaba de chegar à idade adulta. Marie-Jo ama igualmente seu amante, sem o qual não consegue viver. Amar dois homens divide o tempo e a alma de Marie-Jo. Ela se sente completa e feliz apenas no momento em que faz amor com um dos dois.

Robert Guédiguian, o cineasta e o escritor deste filme, parte de uma premissa difícil de fugir do clichê, mas consegue resultados surpreendentes. Marie-Jo e Seus Dois Amores é um filme sobre preconceitos e pré-conceitos. Sobre o quanto se consegue amar. E sobre como fazer para amar plenamente. Ariane Ascaride é uma atriz de grande talento. Encarnar uma personagem tão rica quanto Marie-Jo é tarefa para poucas. Mas a atriz é intensa o tempo inteiro. É cheia. Perto do fim, o filme parece caminhar para uma solução fácil, mas rapidamente se vê que o que se espera pode não vir à tona.

Marie-Jo e Seus Dois Amores EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha
[Marie-Jo et ses 2 Amours, Robert Guédiguian, 2001]

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *