Diretor

Ang Lee, As Aventuras de Pi
Benh Zeitlin, Indomável Sonhadora
David O. Russell, O Lado Bom da Vida
Michael Haneke, Amor
Steven Spielberg, Lincoln

Existe uma ala anti-Spielberg que parece numerosa na Academia. Foi ela que não o indicou por Tubarão e A Cor Púrpura, ambos finalistas a melhor filme. Foi ela que rapidamente desistiu de O Resgate do Soldado Ryan, que era favorito, quando o marketing apresentou outro candidato. Eu não tenho muitas dúvidas de que se Ben Affleck tivesse sido indicado ao Oscar de de direção, Spielberg não teria muitas chances de vitória. Mas nem ele, nem Kathryn Bigelow, numa situação esquisita para a Academia, aparecem entre os finalistas deste ano, provavelmente fruto da antecipação do anúncio dos indicados. Resultado: Spielberg ficou sem adversários. Virou franco-favorito. Mas ele não deve ganhar só por isso. Seu filme já rendeu quase US$ 180 milhões e é um belíssimo trabalho. Spielberg se arriscou, saindo de sua zona de conforto, assumindo a teatralidade do roteiro de Tony Kushner, dando espaço para interpretações incríveis.

As chances de um resultado diferente são pequenas, mas moram principalmente nas mãos de Ang Lee. Ele foi o único diretor indicado ao Globo de Ouro, ao DGA, ao Critics Choice e ao Oscar e As Aventuras de Pi é o segundo com o maior número de indicações no ano. Caso a Academia resolva se revoltar contra Spielberg, o que parece bem improvável, eleger Lee parece ser o mais possível. David O. Russell tem chances mínimas. O Lado Bom da Vida foi bastante elogiado, concorre em oito categorias, inclusive nas quatro de elenco, o que lhe dá um respaldo bem razoável, mas provavelmente insuficiente para incomodar o favorito. A indicação de Benh Zeitlin por Indomável Sonhadora foi a surpresa do ano. Não deve passar muito disso. Michael Haneke é um azarão. Amor teve cinco indicações, algo raríssimo para um filme falado em língua estrangeira, mas isto ainda deve ser um grande empecilho para sua candidatura. Pode acontecer se Spielberg tiver poucos votos, mas é bem improvável.

Quem ganha: Steven Spielberg, Lincoln
Quem ameaça: Ang Lee, As Aventuras de Pi
Quem merece: Steven Spielberg, Lincoln
Quem faltou na lista: Paul Thomas Anderson, O Mestre

Filmes do Chico também no Facebook, Twitter e Instagram (@filmesdochico).

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *