Palma de Ouro e filme de artes marciais de Keanu Reeves podem concorrer ao Globo de Ouro

O site The Wrap divulgou hoje uma lista com 58 títulos, que seria dos filmes pré-selecionados para o Globo de Ouro de filme estrangeiro. Destes, 32 longas também são elegíveis para o Oscar. O prêmio da Academia e o Globo de Ouro usam padrões diferentes para selecionar os filmes que podem disputar vagas entre os estrangeiros. Para o Oscar, cada país precisa indicar oficialmente um candidato. Para o Globo de Ouro, os diretores ou produtores podem inscrever diretamente os filmes e exibi-los de alguma forma para os integrantes da Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood. O candidato brasileiro ao Oscar, O Som ao Redor, [ao contrário do que eu havia afirmado anteriormente aqui], não pode concorrer neste ano porque já havia sido elegível no ano passado. O elogiado A Imagem que Falta, indicado da Camboja ao Oscar, e o mexicano Heli, representante do México,  também não aparecem na lista.

Por outro lado, alguns filmes que foram esnobados pela Academia são, segundo a relação do The Wrap, elegíveis para o Globo de Ouro de filme estrangeiro. O caso mais notável é o de Azul é a Cor Mais Quente, de Abdellatif Kechiche, Palma de Ouro em Cannes, que perdeu a vaga da França no Oscar para o genérico Renoir. Os japoneses The Wind Rises, filme de despedida de Hayao Miyazaki, e Pais e Filhos, de Hirokazu Kore-eda, ambos filmes elogiados, também concorreriam ao Globo de Ouro. The Lunchbox, da Índia, também ausente do Oscar, estaria elegível, assim como Os Amantes Passageiros, de Pedro Almodóvar. Um caso estranho é o de Alabama Monroe, que na lista dos Globos aparece como um filme holandês, mas que concorre ao Oscar pela Bélgica. Mas a inclusão mais notável é a Man of Tai Chi, filme americano falado em chinês – e dirigido pelo ator Keanu Reeves – que disputaria o prêmio, provando que os integrantes do Globo de Ouro não resistem a uma estrela. Resta saber se a lista é verdadeira.

Pais e Filhos

Veja a lista de filmes que podem disputar o Globo de Ouro de filme estrangeiro:

Alemanha: Duas Vidas[Zwei Leben, Georg Maas]
Arábia Saudita: O Sonho de Wajda [وجدة, Haifaa al-Mansour]
Argentina: Wakolda EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha [Wakolda, Lucía Puenzo]
Austrália: O Foguete EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha [The Rocket, Kim Mordaunt]
Canada: Another House [L’Autre Maison, Mathieu Roy]
Canadá: Gabrielle [Gabrielle, Louise Archambault]
Chile: Gloria [Gloria, Sebastián Lelio]
Chile: The Vineyard [Tierra De Sangre, James Katz]
China: Back to 1942 [Yi Jiu Si Er, Feng Xiaogang]
China/EUA: Man of Tai Chi [Man of Tai Chi, Keanu Reeves]
China: Fall of Ming [Da Ming Jie, Wang Jing]
China: Um Toque de Pecado EstrelinhaEstrelinha½ [Tian Zhu Ding, Jia Zhang-ke]
Cingapura: Ilo Ilo EstrelinhaEstrelinha½ [爸妈不在家, Anthony Chen]
Coreia do Sul: Jovem Infrator [범죄소년, Kang Yi-kwan]
Dinamarca: A Caça EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha½ [Jagten, Thomas Vintenberg]
Espanha: 15 Years and One Day [15 años y un día, Gracia Querejeta]
Espanha: Os Amantes Passageiros EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha [Los Amantes Pasajeros, Pedro Almodóvar]
Filipinas: Vosso Ventre [Thy Womb, Brillante Mendoza]
Filipinas: Transit [Transit, Hannah Espia]
Finlândia: Above Dark Waters [Tumman Veden Päällä, Peter Franzén]
Finlândia: Disciple [Lärjungen, Ulrika Bengts]
Finlândia: 8-Ball [8-Pallo, Aku Louhimies]
França: Augustine [Augustine, Alice Winocour]
França: Azul é a Cor Mais Quente [La Vie d’Adéle, Abdellatif Kechiche]
França: Ernest and Celestine [Ernest et Célestine, Stéphane Aubier, Vincent Patar & Benjamin Renner]
França: A Datilógrafa [Populaire, Régis Roinsard]
França: Renoir [Renoir, Gilles Bourdos]
Grécia: O Garoto que Come Alpiste EstrelinhaEstrelinha½ [Το Αγόρι Τρώει το Φαγητό του Πουλιού, Ektoras Lygizos]
Grécia: What If… [An…, Christoforos Papakaliatis]
Holanda: Alabama Monroe EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha [The Broken Circle Breakdown, Felix van Groeningen]
Hong Kong: O Grande Mestre EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha½ [一代宗師, Wong Kar-Wai]
Hungria: Aglaya [Aglaya, Krisztina Deák]
Índia: The Lunchbox [The Lunchbox, Ritesh Batra]
Irã: O Passado [گذشته, Ashghar Farhadi]
Israel: Bethlehem [בית לחם,Yuval Adler]
Itália: A Grande Beleza [La Grande Bellezza, Paolo Sorrentino]
Itália: The Mother
Japão: Pais e Filhos EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha½  [Soshite Chichi ni Naru, Hirokazu Kore-eda]
Japão: The Wind Rises EstrelinhaEstrelinhaEstrelinhaEstrelinha [Kaze Tachinu, Hayao Miyazaki]
Letônia: Mother I Love You [Mammu, es Tevi Mīlu, Jānis Nords]
Líbano: The Attack [The Attack, Ziad Doueiri]
Marrocos: God’s Horses [يا خيل الله, Nabil Ayouch]
México: The Last Call [?]
México: Instructions Are Not Included [No se Aceptan Devoluciones, Eugenio Derbez]
México: We Are Nobles [Nosotros los Nobles, Gary Alazraki]
Moldávia: All God’s Children [All God’s Children, Adrian Popovici]
Noruega: I Am Yours [Jeg er din, Iram Haq]
Palestina: Omar EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha [عمر, Hany Abu-Assad]
Peru: The Cleaner [El Limpador, Adrián Saba]
Polônia: Walesa EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha [Wałęsa. Człowiek z nadziei, Andrzej Wajda]
República Tcheca: Burning Bush [Horící ker, Agnieszka Holland]
Romênia: Instinto Materno EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha½ [Poziţia Copilului, Călin Peter Netzer]
Rússia: Stalingrad [Сталинград, Fedor Bondarchuk]
Senegal/França: Hoje EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha [Tey, Alain Gomis]
Sérvia: Círculos EstrelinhaEstrelinha½ [Кругови, Srdan Golubovic]
Suíça: More than Honey [More than Honey, Markus Imhoof]
Turquia: The Butterfly’s Dream [Kelebeğin Rüyası, Yılmaz Erdoğan]

Share

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *