Rua Secreta

Um dos maiores méritos de Vivian Qu é oferecer um cinema chinês bem diferente do que geralmente circula pelo mundo. Rua Secreta, seu filme de estreia como diretora, corre na direção oposta dos trabalhos ora históricos, ora fantásticos, e quase sempre “pitorescos” de Zhang Yimou e seu séquito de cineastas que, se não realizam um cinema literalmente oficial, apostam numa espécie de exotismo delicado para vender pequenas histórias de redenção. Por outro lado, Qu não tem as pretensões dos filmes de Jia Zhang-ke, o maior investigador dos mecanismos da China contemporânea e de suas conseqüências para quem vive no país.

O filme de Vivian Qu traz é mais urbano e a cineasta tenta costurar o crescimento desordenado do país e das cidades nos últimos anos com a história do protagonista, Li Qiuming, um rapaz que trabalha na confecção de um mapa digital de Nanjing, um dos grandes centros da China, com mais de 10 milhões de pessoas. Ele passa os dias catalogando ruas até se interessar por uma mulher que freqüenta uma rua sem saída, que não aparece nos mapas. Sua obsessão o transporta para um submundo desconhecido da maioria da população.

A premissa é mais interessante do que o resultado. Falta peso dramático na condução do filme para justificar sua metamorfose. A câmera e o ritmo documentais da primeira metade do longa não ajudam tanto a construir o suspense que a cineasta, que até então só havia trabalhado como produtora, quer oferecer. O cinema de gênero com um subtexto político parece ser o objetivo de Qu, mas a virada de roteiro acontece sem que o mistério tenha sido propriamente estabelecido, o que não tira os méritos da diretora. Ela parece saber onde colocar a câmera, constrói quadros rigorosos e existe uma força escondida em todo lugar, mas talvez falte um pouco de vigor.

A coragem do tema, que adentra pela corrupção diária da sociedade chinesa, mantém o interesse, mas a impressão é que esta diretora ainda não disse tudo o que pode.

Rua Secreta EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha
[Shuiyin Jie, Vivian Qu, 2013]

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *