A paixão pela culinária inspirou grandes filmes, quase que sempre acompanhados de belos romances. A Festa de Babette (87), Como Água para Chocolate (91) e Comer Beber Viver (94) utilizaram a comida para contar as histórias de lugares, famílias e amores. Em Simplesmente Martha (01), uma chef de cozinha somente percebe o quanto está isolada e dependente desse mundo de sabores quando tem que tomar conta da sobrinha depois da morte da irmã. A aproximação entre as duas, permeada pela comida, é o mote para o filme alemão. A neve esfria as relações, mas a diretora Sandra Nettelbeck foge dos clichês ao usar a delicadeza para conduzir a ação. Simplesmente Martha aposta na simplicidade e na paciência para aproximar personagens glaciais. Isso que faz a diferença.

Simplesmente Martha
[Bella Martha, Sandra Nettelbeck, 2001]

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *