Tag: 2003

Shara

Uma das homenageadas da edição 2009 do Indie, a japonesa Naomi Kawase alterna ficções e documentários em filmes que sempre invadem universos intimistas. Da retrospectiva da cineasta, vi três filmes. O mais antigo deles, Shara, de 2003, é o melhor. O longa tem como ponto de partida o desaparecimento repentino de um dos gêmeos da […]

Share

Pai e Filho

As imagens parecem ser a preocupação primeira do cinema do russo Aleksandr Sokurov. A polêmica cena que inaugura este filme, a insinuação do incesto, é de uma beleza ímpar, construída a partir de uma câmera tão colada aos corpos que os movimentos deturpam texturas e inventam novas plasticidades e significados. O que incomoda, mais do […]

Share

Oldboy

Impressionante a catapulta que foi assistir a este filme fora de um festival, como aconteceu durante a Mostra de Cinema de São Paulo, no ano passado. Oldboy, do qual eu já tinha gostado, revelou-se um filme muito melhor do que eu guardava na memória. Chan-wook Park, além do notável dominío sobre o tempo no cinema, […]

Share

Irmãos

Fala-se muito na relação entre mãe e filho, sobre o algo mágico que une estes dois papéis. Mas de certa forma há um certo desprezo, ou descaso, com o laço invisível entre dois irmãos, talvez uma das maiores formas de reconhecimento de um homem com sua história. Irmão é aquele com quem se partilha a […]

Share

Um Filme Falado

Com o perdão da palavra, o mundo anda mesmo por caminhos bem tortuosos. É o que diz Manoel de Oliveira em seu penúltimo filme. Habilidoso, o diretor nos convida a acompanhar o cruzeiro de mãe e filha por alguns dos lugares mais importantes da história da Europa e, por conseqüência, do mundo – já que […]

Share

Casa de Areia e Névoa

Tudo é muito intenso no filme de estréia de Vadim Perelman. Tão intenso, tão intenso que ultrapassa os limites do exagero. A proposta é sufocar o espectador com a história da disputa por uma casa. Uma mulher em crise não abre suas correspondências e descobre tarde demais que vai ser despejada – injustamente – do […]

Share

Mar Aberto

Essa tática não é nova: uma suposta história real (um casal abandonado em alto mar), uma câmera digital e muito terror psicológico. Mar Aberto tem até uma dupla de criadores, no melhor estilo A Bruxa de Blair (Daniel Myrick e Eduardo Sanchez, 99). Chris Kentis e sua esposa Laura Lau dividem direção, produção, montagem, fotografia […]

Share

Todas as Cores do Amor

A proposta deste pequeno filme irlandês é muito boa: investigar, ainda que superficialmente, a instabilidade das relações amorosas de hoje em dia. O assunto dá pano para mangas, golas e bainhas. O efêmero na vida a dois é relativamente pouco explorado no cinema, que ainda acredita no amor definitivo, eterno, infalível. Liz Gill, ex-assistente de […]

Share