Tag: 2013

Depois da Chuva

A inquietude de um jovem diante das opções que o mundo lhe oferece é o tema central de Depois da Chuva, longa-metragem de estreia de Cláudio Marques e Marília Hughes, que finalmente chega ao circuito comercial depois de quase dois anos de que estreou em festivais. No filme, que abre espaço para uma nova frente de produção no cinema nordestino, a […]

Mostra SP 2014: post dezesseis

Um Pombo Pousou num Galho Refletindo sobre sua Existência  [En Duva Satt på en Gren och Funderade på Tillvaron, Roy Andersson, 2014] O cinema de Roy Andersson tem uma fórmula que se repete: seus filmes são formados por esquetes de humor nonsense que geralmente preparam o espectador para uma mensagem ou um questionamento final. O […]

Mostra SP 2014: post seis

Força Maior ½ [Force Majeure, Ruben Östlund, 2014] O instinto de sobrevivência tirou Tomas da mesa naquele almoço na estação de esqui. Uma reação instantânea ao medo da morte que custou a ele a confiança de sua família. Afinal, o que nos move?, pergunta o cineasta Ruben Östlund. O protagonista de Força Maior precisa arcar com […]

Mostra SP 2014: post três

Detetive D: O Dragão do Mar  [Di Renjie: Shen du Long Wang, Tsui Hark, 2013] Prequel de Detetive D e o Império Celestial, este filme do ás do cinema de ação oriental Tsui Hark mostra um diretor interessadíssimo em mergulhar na tecnologia. Rodado em 3D, mais da metade das cenas do longa tem efeitos especiais […]

Mostra SP 2014: post dois

À Procura [The Captive, Atom Egoyan, 2014] Onde foi exatamente que Atom Egoyan se perdeu? Porque O Doce Amanhã e Exótica são belos filmes, mas este À Procura é um policial rocambolesco com um roteiro que persegue um tom poético, mas que só encontra o risível em várias situações, desde a relação estabelecida entre sequestrador […]

Mostra SP 2014: post um

As Bruxas de Zugarramurdi ½ [Las Brujas de Zugarramurdi, Álex de la Iglesia, 2013] Hugo Silva, o copiloto bonitão do último filme de Almodóvar, é protagonista de mais este delírio delicioso do espanhol Álex de la Iglesia, um dos autores mais coerentes do cinema espanhol. Desde o começo da carreira, o cineasta elege o fantástico como […]

Era Uma Vez em Nova York

Em pouco mais de vinte anos de carreira, James Gray dirigiu apenas cinco filmes. Eis um cineasta que gosta de ter tempo para conceber projetos especiais que homenageiam o cinema clássico de seu país ao mesmo tempo que não se furtam em subverter lógicas e padrões deste mesmo cinema. Os filmes de Gray oferecem um […]

Amantes Eternos

“A beleza não tem causa. É. Quando a perseguimos apaga-se. Quando paramos – permanece”. O pensamento é da poetisa norte-americana Emily Dickinson e pode ser aplicado a boa parte da produção artística dos dias atuais. A busca pela plástica não raramente abate o conteúdo e mesmo o objetivo estético fica comprometido pelo excesso de filtros […]

Riocorrente

“As ideias precisam voltar a ser perigosas”, afirma uma das protagonistas de Riocorrente, filme de Paulo Sacramento que entra em cartaz depois de circular em alguns dos festivais mais importantes do país. A frase, além de traduzir a inquietude das personagens do primeiro longa de ficção do diretor, parece ser uma pista das intenções do […]

O Lobo Atrás da Porta

Numa das entrevistas para divulgar Quando Eu Era Vivo, filme de terror assinado por Marco Dutra, da qual participou como atriz, Sandy Leah assumiu ser cinéfila e teve que responder à seguinte pergunta: “o que você acha do cinema brasileiro?”. A cantora não pensou duas vezes e afirmou: “ah, só tem comédia, né?”. Embora pareça […]