Tag: Maeve Jinkings

Boi Neon

Boi Neon ½ [Boi Neon, Gabriel Mascaro, 2015] Num bate-papo pós-sessão, Gabriel Mascaro disse que um dos fundamentos do filme era criar expectativas para depois quebrá-las. Embora talvez esse não deve ser um objetivo, mas uma consequência, está nessa frustração de expectativas um dos maiores trunfos de Boi Neon, segunda ficção propriamente dita de Gabriel Mascaro. […]

Mostra SP 2015: meu diário de bordo – post 4

Boi Neon ½ [Boi Neon, Gabriel Mascaro, 2015] Num bate-papo pós-sessão, Gabriel Mascaro disse que um dos fundamentos do filme era criar expectativas para depois quebrá-las. Embora talvez esse não deve ser um objetivo, mas uma consequência, está nessa frustração de expectativas um dos maiores trunfos de Boi Neon, segunda ficção propriamente dita de Gabriel Mascaro. […]

Amor, Plástico e Barulho

A frustração é a premissa – de história e de cinema – de vários filmes recentes. Um dos mais originais deles é Amor, Plástico e Barulho, de Renata Pinheiro. A pernambucana, que estreia em ficções, invade a gigantesca cena da música brega no Recife, criando um espécie de versão “cultura popular” e distorcida de A Malvada, […]

Boa Sorte, Meu Amor

A maior qualidade de Boa Sorte, Meu Amor é sua ousadia. O pernambucano Daniel Aragão parece ávido por soltar a voz: quer discutir grandes temas, encher cada cena com múltiplos significados, oferecer um novo cinema ao mesmo tempo em que homenageia cinemas antigos. Esse conjunto algumas vezes leva o filme para a fronteira da afetação […]

Entrevista: Maeve Jinkings

Maeve Jinkings nasceu em Brasília, foi criada em Belém do Pará, vive em São Paulo, mas foi durante um tempo morando no Recife que conquistou o Brasil. Em terras pernambucanas, atuou, entre outros trabalhos, num filme que se tornou o maior fenômeno cultural dos últimos tempos em nossa cinematografia, O Som ao Redor. Entregou uma […]