Tag: Mostra SP 2005

Mostra SP 2005: Top 20

melhores filmes: 1 O Mundo, de Jia Zhang-ke. 2 Reis e Rainha, de Arnaud Desplechin. 3 Marcas da Violência, de David Cronenberg. 4 Os Atores do Teatro Queimado, de Rithy Panh. 5 Caché, de Michael Haneke. 6 Cinema, Aspirina e Urubus, de Marcelo Gomes. 7 2046, de Wong Kar Wai. 8 O Inferno, de Danis […]

Share

Mostra SP 2005: dia 13

Reis e Rainha, de Arnaud Desplechin. Último dia de Mostra pra mim; um filme maravilhoso. O que a estrutura do longa de Desplechin tem de complexa, tem de inteligente. O filme se costura a partir da desconstrução de si mesmo. Eu pessoalmente fiquei impressionado em como Desplechin é hábil nesta tarefa nada banal: estabelecer a […]

Share

Mostra SP 2005: dia 12

Memórias Ocultas, de Buddhadev Dasgupta. Os elementos mágicos do filme são seu maior problema já que o roteiro é capaz de criar situações complexas, dirigidas com simplicidade e eficiência. As intervenções do não-factual parecem perdidas no meio de tantas informações sobre a família que protagoniza o filme. Sem elas, o novo longa de Dasgupta estaria […]

Share

Mostra SP 2005: dia 10

Mistérios da Carne, de Gregg Araki. Há alguma poesia em mais uma tentativa de mergulho de Araki no quê marginal das pessoas comuns. A melancolia que o diretor empresta a suas personagens diferentes parece legítima, mas existe um hiato quando a questão é o que dizer. O mistério proposto pela trama é o que de […]

Share

Mostra SP 2005: dia 9

Os Canibais, de Manoel de Oliveira. Um conto popular vira musical operístico. Manoel de Oliveira, trabalhando com o absurdo, consegue resultados esplendidamente visuais e, mais uma vez, arranha com dor a carne da burguesia. O amor resiste aos obstáculos? Os interesses pessoais sobrepujam o amor, a ética? A última cena, onde o cineasta se permite […]

Share

Mostra SP 2005: dia 8

Aniki-bobó, de Manoel de Oliveira. Bem, não vou me prolongar muito. Não há quase nada a dizer. O filme é lindo, encantador e, quer se queira ou não, já lança vários dos olhares sobre o mundo que nós vemos (bem mais elaborados, obviamente) nos filmes mais recentes de Manoel de Oliveira. Curioso foi ouvir comentários […]

Share

Mostra SP 2005: dia 7

Cine-fragmentos, de Alain Cavalier. Coleção de recortes do cotidiano de Cavalier, captados ao longo de dez anos, costurados com eficiência a ponto de criar várias historietas, principal linha narrativa que o filme persegue. O diretor não tem pudores em mostrar sua intimidade e a da família, às vezes parecendo até ofensivo com sua esposa. Vento […]

Share

Mostra SP 2005: dia 6

O Território, de Aron Gauder. Divertidíssimo, com um humor bastante em voga, unindo sarcasmo e crítica política, com público-alvo inegável: o adolescente. A história é bem boba, mas há dezenas de cenas engraçadíssimas. Sim, parece South Park. Aliás, parece mais Terrance and Phillipe. A técnica de animação (perdoem-me por ser completamente leigo nisso) é deliciosa, […]

Share

Mostra SP 2005: dia 5

A Lula e a Baleia, de Noah Baumbach. Uma das melhores crônicas familiares norte-americanas em muito tempo. Faz uma belíssima mistura de melancolia com referências pop (seja nas citações do roteiro, seja na trilha) sem aquele quê de ?olha como eu sou inteligente? e consegue dar densidade aos dramas das personagens, em plenos anos 80, […]

Share

Mostra SP 2005: dia 4

Viagem à Itália, de Roberto Rossellini. Um filme bem interessante à medida que relaciona conhecer um país estranho com revelar o parceiro com quem se vive há anos. O cinema como retrato da realidade está presente nas descobertas históricas e geográficas, na câmera documental, no quê popular. É menor em relação aos filmes mais, digamos, […]

Share