Tag: Mostra SP 2010

Mostra SP 2010: Top 20 do Chico

    1 Tio Boonmee que Pode Recordar Suas Vidas Passadas, Apichatpong Weerasethakul 2 Homens e Deuses, Xavier Beauvois 3 Mistérios de Lisboa, Raúl Ruiz 4 Um Lugar Qualquer, Sofia Coppola 5 Politécnica, Dennis Villeneuve 6 Minha Felicidade, Sergei Loznitsa 7 Beyond, Pernilla August 8 A Rede Social, David Fincher 9 Símbolo, Hitoshi Matsumoto 10 […]

Share

Mostra SP 2010: Top 10 cinéfilos

Convoquei 17 amigos para escolherem comigo os melhores filmes da Mostra de Cinema de São Paulo, edição 2010. Pedi uma lista com dez filmes, em ordem, para cada votante. Foram atribuídos 10 pontos para o primeiro de cada relação, 9 para o segundo e assim por diante. O número de pontos foi o primeiro critério, […]

Share

Mostra SP 2010: post 11

Politécnica Polytecnique, Dennis Villeneuve, 2009 Apesar da semelhança temática, este filme não tem nada a ver com Elefante, de Gus Van Sant. Mesmo assim é uma porrada, filmada com uma delicadeza absurda. Dennis Villeneuve aposta num tom que fica entre o diário e o documental para recriar o massacre de estudantes do sexo femininino na […]

Share

Mostra SP 2010: post 10

A Rede Social The Social Network, David Fincher, 2010 Se existe ousadia em A Rede Social, ela mora no fato de que seu diretor amadureceu. David Fincher não usa nenhum dos artifícios narrativos que fizeram sua fama nos anos 90. Justamente onde eles mais cabiam, num filme sobre internet. Esse novo trabalho é incrivelmente sóbrio […]

Share

Enquete frases da Mostra SP 2010

Escolham entre as frases abaixo a melhor da Mostra de Cinema de São Paulo, edição de 2010: Bróder, “Não é bróder que fala, mano, é mano”. Filme Socialisme, “Eu atacaria até o sol se ele me atacasse”. Machete, “Machete não manda mensagem”. Tio Boonmee que Pode Recordar Suas Vidas Passadas, “O céu é superestimado. Não […]

Share

Mostra SP 2010: post 9

Vênus Negra Vénus Noire, Abdellatif Kechiche, 2010 Eu sempre fico questionando um filme que, sob o pretexto de denunciar uma barbaridade, a reproduz no melhor estilo de sadismo. Abdellatif Kechiche é um cineasta respeitado, ganhou prêmios importantes e fez filmes elogiados. Teoricamente, não precisaria deste artifício, mas Vênus Negra, apesar de ser um filme de […]

Share

Mostra SP 2010: post 7

Mistérios de Lisboa Mistérios de Lisboa, Raoul Ruiz, 2010 Eu saí tão leve das quatro horas e meia de Mistérios de Lisboa que só posso concluir que Raoul Ruiz é o melhor diretor do mundo para adaptar livros clássicos, como foi com Proust em O Tempo Redescoberto. O que Ruiz faz com a obra de […]

Share

Mostra SP 2010: post 6

Caterpillar [Kyatapirâ, Koji Wakamatsu, 2010] Todo filme de Koji Wakamatsu é um evento político. Caterpillar não é diferente: parte de uma premissa particular – a volta de um soldado japonês para casa – para se transformar num manifesto antiguerra. O cineasta, como de praxe, apela para a imagem extrema para começar a lançar seus comentários: […]

Share

Mostra SP 2010: post 5

Exit Through the Gift Shop [Exit Through the Gift Shop, Banksy, 2010] Este é um daqueles projetos que extrapolam o cinema e se tornam eventos, como A Bruxa de Blair. Banksy é um artista plástico de rua que ficou conhecido pelo talento inegável e pelo mistério em torno de sua figura. Ninguém vê seu rosto, […]

Share

Mostra SP 2010: post 4

Bróder [Bróder, Jeferson De, 2010] Bróder é um filme de altos e baixos, mas quando acerta ele é brilhante. O diretor Jeferson De conta uma história de amizade na favela sem trejeitos e maneirismos. Acerta em cheio em praticamente todas as cenas em que os amigos estão juntos. Tanto nos diálogos quanto no desenvolvimento. O […]

Share