Top 20: os melhores filmes de 2013

De um cabaré gay no Recife dos anos 70 até uma estação espacial na órbita da Terra. Da boleia de um caminhão argentino ao sempre bizarro interior dos Estados Unidos. Os cenários foram os mais diversos para o cinema em 2013. Neste ano que se encerra, tivemos uma quantidade impressionante de filmes brasileiros que entraram em circuito, entre eles o maior fenômeno cultural que nosso país produziu em muito tempo. Vimos estrear queridinhos dos festivais do ano passado e descobrimos surpresas vindas das mãos de diretores estreantes dos quatro cantos do mundo. No meio de mais de 350 longas que chegaram aos cinemas do país, muitas pérolas. Aqui fiz uma listinha com meus 20 filmes favoritos que estrearam no Brasil em 2013. Em ordem alfabética. Tem links para os textos que escrevi sobre 18 deles (os outros dois, fico devendo por enquanto). Cinco desses filmes serão os finalistas ao Frankie, meu prêmio pessoal de cinema, cujos indicados vão ser divulgados amanhã. Um abraço e até 2014!

As menções honrosas: Anna Karenina, de Joe Wright; Boa Sorte, Meu Amor, de Daniel Aragão; Camille Claudel, 1915, de Bruno Dumont; Era Uma Vez na Anatólia, de Nuri Bilge Ceylan; O Exercício do Caos, de Frederico Machado; Juan dos Mortos, de Alejandro Brugués; Pais e Filhos, de Hirokazu Kore-eda; A Parte dos Anjos, de Ken Loach; Questão de Tempo, de Richard Curtis; A Visitante Francesa, de Hong Sang-soo.

E os meus 20 favoritos:

Las Acacias

Las Acacias, Pablo Giorgelli

Amor Bandido

Amor Bandido, Jeff Nichols

Antes da Meia-Noite

Antes da Meia-Noite, Richard Linklater

A Bela que Dorme

A Bela que Dorme, Marco Bellocchio

Detona Raplh

Detona Ralph, Rich Moore

Doce Amianto

Doce Amianto, Guto Parente & Uirá dos Reis

Elena

Elena, Petra Costa

Um Estranho no Lago

Um Estranho no Lago, Alain Guiraudie

Frances Ha

Frances Ha, Noah Baumbach

Gravidade

Gravidade, Alfonso Cuarón

Invocação do Mal

Invocação do Mal, James Wan

La Jaula de Oro

La Jaula de Oro, Diego Quemada-Díez

Jogos Vorazes - Em Chamas

Jogos Vorazes – Em Chamas, Francis Lawrence

Killer Joe

Killer Joe, William Friedkin

Lincoln

Lincoln, Steven Spielberg

O Mestre

O Mestre, Paul Thomas Anderson

Na Neblina

Na Neblina, Sergei Loznitsa

O Som ao Redor

O Som ao Redor, Kleber Mendonça Filho

Tabu

Tabu, Miguel Gomes

Tatuagem

Tatuagem, Hilton Lacerda

Veja também minhas outras listas do ano:

os melhores filmes fora de circuito de 2013
Os piores filmes de 2013
Os filmes mais superestimados de 2013

Share

Comentários

comentários

33 thoughts on “Top 20: os melhores filmes de 2013”

  1. Será que eu sou a única pessoa que odiou esse “O Som ao Redor”? não gostei mesmo, 2 horas de filme que poderiam ser passadas em 5 minutos, é um dos piores filmes que eu já assisti

    1. Tô contigo. E na minha sessão muita gente tambêm não aguentou e se retirou. Claro que não é um filme mainstream mas pra mim é um filme amador em demasia.

    2. Eu achei ‘O Som ao Redor’ um dos filmes brasileiros mais interessante dos últimos tempos . Não gostar do filme é um direito, mas lamento. A construção fica longe de qualquer clichê e o rítimo me lembra o francês Cachè, que tb não usa de artifícios tecnológicos para prender nossa atenção.

      Em minha lista não faltaria “A Grande Beleza” e “A Caça”

      Mas tem filmes ótimos na lista, como Gravidade, Um Estranho no Lago, Frances Ha e O Mestre.

  2. Gostei muito da sua lista. Espero assistir a maior parte dos filmes que você postou. Dos que pude assisti o melhor foi o Lincon de Spilberg, que deveria ganhar o oscar de filme e direção.

  3. Gostei muito da sua lista, bem plural, sem preconceitos. De Gravidade a Jogos Vorazes, sem esquecer de Killer Joe.

    Só não entendi todo o hype ao redor de Invocação do Mal. E olha que sou fã de filmes de terror.

    Bom 2014!

  4. Gostei da lista Chico. Eu só colocaria A Morte do demônio, que realmente fez valer o remake. Mas não tem como, Antes da meia noite, pra mim é hors concours. Acompanha essa trilogia desde daquela época, e acho uma das coisas mais linda da história do cinema.

  5. Azul é a cor mais quente entra no meu top 20 fácil!!! Acho que nunca prendi tanta a respiração de agonia qnt nesse filme…um romance/drama apaixonante!! Mesmo sendo hetero nao da pra nao amar esse filme!! Mas parabéns pelo post…a proposito, (é a primeira vez que eu comento): nao entendo muito bem essas paradas de prazo pra o filme ser exibido pra receber indicação ao Oscar e tal…vc acha que tem alguma chance de AZUL ser indicado a melhor filme estrangeiro?? E que a Adele Excishuhduijzkzxh e a Lea Seydoux podem receber indicação de melhor atriz e atriz coadjuvante?? Serio, nao consegui achar nenhum defeito na atuação delas!! O jeito que a Lea usava as mãos nas cenas, qnd ela mexia no queixo (bar, qnd elas se encontram pela #1 vez) ou qnd ela mexia na testa (cena do final, no café) que conversava com a Adele era tipo, muito masculina mesmo, sem ficar caricato, sem ficar uma sapatona caricata…E a Adele foi a responsavel por me fazer ficar agoniada…ela consegue trazer vc pro dilema da vida dela…. Só sei que eu levei 2 docinhos pra cama pra comer enquanto via o filme, e até esqueci deles qnd o filme começou tanto que o filme me prendeu!

    Que que vc acha??

    Feliz 2014! 🙂

    1. Giovanna, o “Azul” não pode concorrer ao Oscar de filme estrangeiro porque a França indicou outro filme (parece que “Azul” estreou fora do prazo por lá). ainda assim, o indicado da França não ficou entre os 9 pré-finalistas na categoria. Algumas pessoas apostam na Adele como atriz (a Léa como coadjuvante tem menos entusiastas), mas neste ano a categoria de melhor atriz está muito forte, com atrizes que já ganharam o Oscar e tal. Acho que o filme pode surpreender em roteiro adaptado.

  6. Como toda lista é polêmica, nem vou me estender, mas a menção honrosa para “Anna Karenina” do Joe Wright achei forçada.
    O filme é interessante na técnica e no figurino, mas nunca vou achar a Keira Knightley uma atriz ao menos “passável” (apesar de linda!) e jamais iria acreditar que alguma mulher, por mais infeliz que fosse, iria se apaixonar daquele jeito pelo Aaron “Kick-Ass” Taylor-Johnson. Simplesmente não existia a menor química entre os dois.

    mas valeu por colocar em sua lista dois dos melhores filmes de 2013: o infelizmente subestimado “O Mestre” e “Killer Joe”.

  7. Amor Bandido é um filmaço ! Me lembrou muito os filmes dos anos 80, estilo os Goonies e Conte Comigo ! Ótima atuação dos garotos …
    Ótima lista … alguns ainda não pude ver … mas assistirei o quanto antes !

  8. Essa confusão em relação as datas é triste msm. Eu prefiro seguir a data de lançamento original acho mais certo que a data de lançamento no pais. Pena que ai a lista só fecharia lá pra março rs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *