Vício Frenético

Remakes sempre são questionáveis, mas o anúncio de que um filme como este seria produzido parecia ainda mais bizarro: o alemão Werner Herzog assumiria a refilmagem de Vício Frenético, um dos melhores filmes de Abel Ferrara, e o caricato Nicolas Cage, que há séculos não nos apresenta uma interpretação razoável, viveria o papel que um dia foi de Harvey Keitel. O melhor papel de Keitel, diga-se. Mas o que se vê no cinema é de fazer cair o queixo. Além de não ser literalmente um remake (apenas as ideias centrais são reaproveitadas), Herzog encontra caminhos improváveis que transformam este filme numa viagem alucinógena completamente deliciosa.

Assim como no filme de Ferrara, aqui Nicolas Cage também vive um policial para quem o termo “dependente químico” nem faz cócegas na tentativa de adjetivá-lo. Eu, e provavelmente metade dos espectador razoavelmente exigentes de cinema, já havia desistido desse ator que vinha escolhendo papéis que só faziam ressaltar sua caretas. Em Vício Frenético, Cage encontra a interpretação de sua vida. E ele, perdoem-me pelo superlativo, está magistral, equilibrando o humor, que percorre toda a metragem do filme, e a seriedade. E faz isso usando todos seus maneirismos usuais.

Todas as soluções que Herzog encontra para todas as sub-tramas do novo longa são extraordinárias, inclusive as que passam pelas cenas – já antológicas – das viagens alucinógenas do protagonista. O diretor evitar colocar o personagem como herói ou vilão. Sua amoralidade não é celebrada, mas apresentada da maneira menos provável possível. Eva Green, Michael Shannon, Jennifer Coolidge, Fairuza Balk e Val Kilmer, todos em papéis minúsculos, servem como a escada perfeita para os devaneios desta obra-prima do personagem de Cage e do diretor de primeira que Herzog, de vez em quando, insiste em querer nos relembrar que é.

Vício Frenético EstrelinhaEstrelinhaEstrelinhaEstrelinhaEstrelinha
[The Bad Lieutenant: Port of Call, New Orleans, Werner Herzog, 2009]

Comentários

comentários

14 comentários sobre “Vício Frenético”

  1. Hey, simply trying around some blogs, seems an excellent platform that you are using. Im nowadays using WordPress for some of my sites however seeking to change considered one of them over to a platform just like yours to be a trial run. Anything particularly you’d suggest regarding it?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *