Paranoid Park

Não são poucas as vezes em que o novo filme de Gus Van Sant lembra Elefante, seu longa mais celebrado. Isso tem seus méritos e deméritos. Estamos de volta ao ambiente escolar, aos atores-com-cara-de-personagens, aos sons que invadem às falas e à montagem transversal. Mais uma vez o cineasta se propõe a investigar o mundo adolescente, mas, desta vez, abandonando a abordagem em espiral que deixava seus filmes anteriores menos deterministas e adotando um ponto de vista. A partir daí, temos a história de um jovem e seu conflito com a culpa.

Depois de consecutivos trabalhos ao lado do diretor de fotografia Harris Savides, que, digamos, definiu a embalagem visual de Gus Van Sant nos últimos anos, o cineasta retomou a parceria com outro gênio das câmeras, Christopher Doyle, que manteve a unidade plástica de sua obra recente. Muitos planos são memóráveis tanto em sua qualidade estética, quanto na função de espelho do protagonista. A trilha sonora e a edição de som tem novamente papel fundamental, ecoando outros trabalhos e, por vezes, se mostrando ainda mais complexas.

Então, enquanto continuação da obra de Van Sant, Paranoid Park ocupa espaço rapidamente, no reaproveitamento de marcas, na releitura de sua estética. Mas eu sinceramente queria ter gostado mais. Desde Elefante, que é um dos filmes da minha vida, eu espero um projeto ainda mais ousado e desafiador deste cineasta. Aqui, mesmo adotando uma outra lógica narrativa, o diretor parece mais estar dando seqüência a uma filmografia do que criando um trabalho específico.

Paranoid Park EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha
[Paranoid Park, Gus Van Sant, 2007]

Comentários

comentários

4 thoughts on “Paranoid Park”

  1. Ví elefante. Achei demais, mas não é um dos filmes da minha vida. De qualquer modo fiquei extremamente interessado nesse novo filme do Gus Van Sant. Pelo menos é uma experiência completamente díspar.

    Ohhh feriado morto hein!?
    Acabei escrevendo um conto sobre um tema que tá fervilhando na minha cabeça últimamente. Homicídio. Dá uma lida. E depois de ler assiste o teaser do meu próximo curta metragem:
    http://www.youtube.com/watch?v=ZlxNcOv1FD8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *