Tag: 2016

Martírio

  Parecia muito provável e muito lamentável que Martírio nunca fosse lançado no circuito comercial. Provável porque o documentário indigenista de Vincent Carelli é um filme grande (cerca de duas horas e quarenta minutos de registros de massacres de tribos no Mato Grosso) e, principalmente, porque é um filme imenso, muito além de méritos estritamente cinematográficos. Mas […]

Share

T2 Trainspotting

Quanta saudade cabe num verso, num refrão, num take? A arte, qualquer uma delas, parece ser moldada pela nostalgia. Aprisionar momentos, fantasmas e sentimentos num instante ou num discurso é um dos desejos básicos do artista. Olhar para trás é ao mesmo tempo buscar referência, fundamento e repertório. A nostalgia pode ser bem saudável se […]

Share

Era o Hotel Cambridge

Muito mais barato de ser realizado do que um filme de ficção, o documentário se tornou, mais do que um destino em si, um caminho para que os jovens diretores brasileiros pudessem começar suas carreiras. O cinema documental cresceu em quantidade e qualidade e possibilitou uma série de experiências que promoveu encontros das mais variadas […]

Share

Estrelas Além do Tempo

Quando a maior qualidade de um filme é “não ofender ninguém”, as chances de uma obra como esta ser um produto descartável são grandes. Mas, por alguma curiosa razão, Estrelas Além do Tempo guarda méritos em sua história cheia de shiny ‘brave’ people. No meio de uma produção massiva de filmes de temática negra sérios […]

Share

Jackie

A música de Mica Levi, indicada ao Oscar neste ano, funciona perfeitamente para estabelecer a atmosfera de filmes estranhos como Sob a Pele. Se, isoladamente, o trabalho da compositora oferece um conjunto de experiências sensoriais para quem ouve, se transformando numa obra particular e cheia de complexidades estruturais e tonais, quando serve como trilha sonora para […]

Share

Até o Último Homem

Passaram-se dez anos desde Apocalypto e o anunciado (e elogiado) retorno de Mel Gibson à direção, depois de ser “banido” de Hollywood por bater em sua mulher e tecer comentários anti-semitas, reúne todos os elementos que sempre estiveram presentes em seu cinema: a maneira conservadora de contar uma história; a vontade de fazer um cinema inspirador, celebrando heróis da […]

Share

Paraíso

A carreira de Andrei Konchalovskiy é bem curiosa. O diretor trafega com naturalidade entre o cinema de autor e o cinema comercial, com passagens por um cinema algo autoral, algo comercial, que mira em prêmios internacionais, caso deste Paraíso, que ganhou o Leão de Prata de melhor diretor no Festival de Veneza. Dois anos depois […]

Share