Nas últimas semanas, alguns filmes importantes saíram da corrida para o Oscar 2010. Shutter Island, de Martin Scorsese, Green Zone, de Paul Greengrass, e The Tempest deixaram o caminho aberto para a disputa mais esquisita dos últimos 60 anos. Primeiro, a Academia, como forma de promover mais filmes e, assim, enfrentar a crise econômica mundial, passa para 10 o número de indicados na categoria principal, prática abolida desde os anos 40.

E, ontem, avisa que a votação final para melhor filme terá peso (na prática, quem for votado mais vezes em primeiro lugar ganha, mesmo que um outro filme tenha recebido mais votos no total). Num cenário estranho, tudo pode acontecer. Ao lado de filmes que, classicamente, interessam à Academia podem aparecer animações, documentários e até filmes de ficção-científica. Eu separei aqui os 20 que parecem ter mais chances nesta complicada disputa.

Clint Eastwood
1 Invictus
Clint Eastwood

Clint Eastwood foi indicado três vezes ao Oscar nesta década, ganhou um e não quer parar por aí. Esnobado pelo genial Gran Torino no ano passado (quando ainda lançou A Troca), seu Invictus traz Morgan Freeman como Nelson Mandela e é tido como um dos favoritos ao Oscar deste ano. Chances em direção, ator, ator coadjuvante, roteiro adaptado, montagem e trilha.

Lee Daniels
2 Preciosa
Lee Daniels

O indie do ano, bombado desde o começo de 2009, já deveria ter a vaga garantida desde quando ainda se acreditava serem 5 os indicados. Agora, com 10, parece impossível não concorrer. Tem polêmica, ousadia e interpretações elogiadas. A rapper Mo’nique é, até agora, a favorita para atriz coadjuvante. Chances em direção, atriz, atriz coadjuvante, roteiro adaptado e montagem.

Rob Marshall
3 Nine
Rob Marshall

Uma superprodução musical dirigida por um cineasta que já ganhou o Oscar, com um elenco multi-estrelado e um roteiro baseado numa obra-prima de Fellini. Parece imbatível, não é? Mesmo que os musicais não casem tão bem com o momento de crise, este filme certamente terá bastante atenção da Academia. Pode não ganhar, mas deve ter um belo número de indicações. Chances para direção, ator, atrizes coadjuvantes (várias), roteiro adaptado, fotografia, montagem, direção de arte, figurinos, trilha, canção, som e edição de som.

Peter Jackson
4 Um Olhar do Paraíso
Peter Jackson

No ano em que Malick, Cameron e Marshall retornam, a volta de Peter Jackson, sumido desde King Kong, não parece tão importante, mas o filme tem tudo para fazer bonito nas indicações. Um roteiro poético, com tom mágico, uma produção impecável, cortesia de seus habituées, e um elenco que mistura novos talentos (Saoirse Ronan) com gente de peso (Sarandon, Weisz, Tucci). Chances em direção, atriz, ator coadjuvante, atrizes coadjuvantes, roteiro adaptado, efeitos visuais, fotografia, trilha, montagem, direção de arte, figurinos, som e edição de som.

Kathryn Bigelow
5 Guerra ao Terror
Kathryn Bigelow

Filme de guerra dirigido por uma mulher? Sensível e cheio de tensão? Fotografia e montagem excelentes e mais um belo trio de atores desconhecidos? Indicação na certa. Pelo menos é o que se desenha no quadro atual. Lançado em DVD no Brasil, o filme que ganhou muitos elogios em festivais e é sucesso de crítica tem chances de concorrer em direção, ator, ator coadjuvante, roteiro original, fotografia, montagem, som e edição de som.

Lone Scherfig
6 Educação
Lone Scherfig

Ano raro, com quatro mulheres com chances de entrar na lista do Oscar principal. Uma dela é Lone Scherfig, que trabalha com um texto adaptado por Nick Hornby e, com a ajuda de um elenco elogiado, não sai das listas de apostas pro Oscar. Possibilidade em direção, atriz, ator, ator coadjuvante, roteiro, montagem e trilha.

Terrence Malick
7 A Árvore da Vida
Terrence Malick

O (novo) retorno do mestre, quatro anos depois de O Novo Mundo. Com Sean Penn e Brad Pitt. O que falar mais? Nada porque ninguém sabe direito sobre o quê é este filme. Chances em direção, ator, roteiro, fotografia, montagem, direção de arte, trilha e som.

Pete Docter e Bob Peterson
8 Up – Altas Aventuras
Pete Docter e Bob Peterson

Depois da esnobada em Wall-E, no ano passado, pode ser a chance da Pixar voar alto. Sucesso de crítica e de público, é o favorito na categoria de animação (o que pode ajudar ou atrapalhar sua possibilidade de indicação ao Oscar principal). Em todo o caso, com dez vagas, sua indicação parece bem provável. Forte nos quesitos em que a Pixar sempre é lembrada: roteiro original, trilha, som, edição de som, canção e animação.

Jason Reitman
9 Amor Sem Escalas
Jason Reitman

Depois de Juno, Reitman subiu no panteão hollywoodiano. Esse novo filme, com George Clooney, deve consolidar ou não essa condição. O filme está cotadíssimo nas últimas bolsas de apostas. Chances em direção, ator, atriz coadjuvantes (duas), roteiro original, montagem e trilha.

James Cameron
10 Avatar
James Cameron

Se for metade da revolução que se anuncia, Cameron ganha o Globo de Ouro, o Oscar, o Nobel e a Copa do Mundo. Falando sério, as apostas já foram melhores, mas o filme em uma possibilidade bem razoável de indicação. É a volta do diretor que ganhou 11 Oscars por Titanic depois de 12 anos, é o projeto mais ambicioso do ano e um aparato técnico que deve dar chances de indicação em direção, fotografia, montagem, direção de arte, trilha, som, edição de som e efeitos visuais.

Coen Brothers
11 Um Homem Sério
Joel e Ethan Coen

Os Coen estão em alta depois dos Oscar de Onde os Fracos Não Têm Vez. O tom mais particular pode não atrair tantos votantes, mas também pode fazer o filme se encaixar naquela vaguinha tradicional para projetos pequenos (ainda mais com assinatura). Cotadíssimo como coadjuvante, Richard Kind garante a visibilidade. E as chances em roteiro sempre existem. Possibilidades: roteiro, ator e ator coadjuvante.

Jane Campion
12 Brilho de uma Paixão
Jane Campion

No começo da campanha, era um dos filmes mais citados, mas perdeu força nas últimas semanas. No entanto, parece ser um dos principais filmes de época do ano e a Academia adora um figurino pesado, o que pode facilitar sua candidatura. A assinatura de Jane Campion é outro chamariz. Abbie Cornish é figura fácil na lista de melhores atrizes e até o Paul Schneider parece ter chances de indicação. Possibilidades em direçãoo, roteiro original, atriz, ator coadjuvante, fotografia, direção de arte, figurinos e trilha.

John Hillcoat
13 A Estrada
John Hilcoat

Ficção escrita pelo autor de Onde os Fracos Não Têm Vez, perdeu um pouco do impacto porque deveria ter sido lançada no ano passado e foi adiada. Ainda assim, permaneceu na bolsa de apostas, sobretudo com Viggo Mortensen. Chances em ator, ator coadjuvante, roteiro adaptado, fotografia, montagem, trilha, som e edição de som.

Mira nair
14 Amelia
Mira Nair

Cinebiografia que pode se vender pelo gênero que a Academia adora, mas que também pode ficar na indicação de atriz para Hilary Swank. Chances em atriz, roteiro adaptado, fotografia, direção de arte, figurinos, trilha e som.

Neil Bloomkamp
15 Distrito 9
Neil Bloomkamp

A surpresa do ano pode se aproveitar do momento de mudança de critérios dos acadêmicos e parar na lista principal do Oscar. O filme foi elogiadíssimo e está chegando aos US$ 100 milhões de bilheteria. Chances de ganhar, não tem, mas a indicação pode ser um prêmio inesperado. Possibilidades em roteiro original, montagem, som, edição de som e efeitos visuais.

Quentin Tarantino
16 Bastardos Inglórios
Quentin Tarantino

Quando os filmes com cara de Oscar começarem a estrear (e muitos a cair nas bolsas de apostas), pode sobrar algo para o velho Tarantino. Mais maduro, fez um filme bem recebido pela crítica e que é sua maior bilheteria de abertura. Mesmo com o tom menos sério, a Segunda Guerra Mundial ajuda na campanha, Brad Pitt aumenta as atenções e Christoph Waltz, premiado em Cannes, é um dos coadjuvantes mais citados. Chances em fotografia, montagem, direção de arte, figurinos, roteiro original e ator coadjuvante.

Steven Soderbergh
17 O Desinformante
Steven Soderbergh

As chances de aparecer na categoria principal são poucas, mas aumentaram com a saída de alguns nomes fortes. A quantidade de vagas pode abrir possibilidades – e Soderbergh já tem história no Oscar (venceu por Traffic). Como Matt Damon está cotadíssimo para concorrer como melhor ator, o filme não tem chances de passar batido pela Academia. Chances em roteiro adaptado e ator.

Louie Psihoyos
18 The Cove
Louie Psihoyos

Deve ser o documentário do ano, a não ser que Capitalism: A Love Story, do Michael Moore, conquiste todo mundo. Se os adversários enfraquecerem, esse filme elogiado pode ganhar uma vaguinha na categoria principal. Chances em documentário.

Michael Mann
19 Inimigos Públicos
Michael Mann

Grandioso, bem dirigido e com uma produção impecável, fez menos barulho do que prometia, o que diminuiu consideravelmente as chances do diretor e de Johnny Depp serem indicados. Parece, hoje, que se entrar no top 10 da Academia, não terá outras citações em categorias de peso para fortalecer sua candidatura. Chances em direção, ator, atriz coadjuvante, fotografia, montagem, direção de arte, figurinos, som e edição de som.

Spike Jonze
20 Onde Vivem os Monstros
Spike Jonze

Fantasia radical, só entra na lista e outros filmes fantásticos não conseguirem – e isso inclui Avatar – ou se for chamada de obra-prima quando estrear. Mas vale lembrar que o Spike Jonze já concorreu como melhor diretor por um filme bem mais provocador, Quero Ser John Malkovich. Chances em roteiro adaptado, fotografia, direção de arte, trilha e efeitos visuais.

Comentários

comentários

30 comentários sobre “Oscar 2010: os filmes mais cotados”

  1. Eu amo avatar, acho criativo e emocionante fiquei imprecionada e acho que ele deveria ganhar muitos premios porque ele merece!

    obrigada

  2. adorei o blog, sua lista oscar 2010 ta muito boa. Apenas retiraria dela , 1-Up in the air,2-Distrito 9 e 3 bastardos inglorios. Daria bastante enfase a Preciosa, a Avatar ,e michel More
    o melhor, the BEST)

  3. A Serious Man dos irmãos Coen está simplesmente fantástico!!!! Achei uma mistura perfeita entre comédia e drama, e claro, com um final a cara dos diretores, assim como foi em Onde os Fracos Não Tem Vez. Estou torcendo muito por este filme!

  4. Certamente a obra de Clint Eastwood será premiada, o cara é um gênio da sétima arte – adorei A troca e, sinceramente, merecia um burburinho maior na festa do Oscar. Adorei o seu preview p/ indicados. Valeu!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *