Uma das coisas mais divertidas da temporada de prêmios de cinema é que, quando você acha que as coisas já estão mais ou menos resolvidas, surge um fator novo que muda toda a engenharia das bolsas de apostas. A lista de indicados ao prêmio anual do Screen Actors Guild of America, o sindicato dos atores, trouxe algumas surpresas: Jake Gyllenhaal, que aparecia modestamente nos prêmios e apostas anteriores, conseguiu uma vaga entre os melhores atores por O Abutre. Jennifer Aniston, que poucos acreditavam que tivesse chances por sua interpretação em Cake, também foi lembrada entre as atrizes. E Naomi Watts, que não tinha uma aposta séria, achou espaço na lista das coadjuvantes por St. Vincent. O filme de Angelina Jolie, Invencível, foi solenemente ignorado.

elenco

Boyhood
O Grande Hotel Budapeste
Homem-Pássaro
O Jogo da Imitação
A Teoria de Tudo

ator

Benedict Cumberbatch (O Jogo da Imitação)
Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)
Jake Gyllenhaal (O Abutre)
Michael Keaton (Homem-Pássaro)
Steve Carell (Foxcatcher)

atriz

Felicity Jones (A Teoria de Tudo)
Jennifer Aniston (Cake)
Julianne Moore (Para Sempre Alice)
Reese Witherspoon (Livre)
Rosamund Pike (Garota Exemplar)

ator coadjuvante

Edward Norton (Homem-Pássaro)
Ethan Hawke (Boyhood)
J.K. Simmons (Whiplash)
Mark Ruffalo (Foxcatcher)
Robert Duvall (O Juiz)

atriz coadjuvante

Emma Stone (Homem-Pássaro)
Keira Knightley (O Jogo da Imitação)
Meryl Streep (Caminhos da Floresta)
Naomi Watts (Um Santo Vizinho)
Patricia Arquette (Boyhood)

equipe de dublês

Corações de Ferro
Invencível
James Brown
O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos
X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido

E o impacto disso pro Oscar?

Analisando categoria por categoria, entre os atores, Michael Keaton, de Homem-Pássaro, Eddie Redmayne, de A Teoria de Tudo, e Benedict Cumberbatch, de O Jogo da Imitação, são as melhores apostas, praticamente presentes em todas as listas. Steve Carrell, que já foi favorito, mas andava bastante desacreditado, ganhou um super reforço em sua possível indicação por Foxcatcher. A quinta vaga no SAG foi para Jake Gyllenhaal, que pela primeira vez vira um contender de peso (o que pode ser confirmado com uma indicação ao Globo de Ouro nesta quinta). A maior ausência na lista foi a de David Oyelowo, por Selma, mas parece que os screeners (as cópias do filme) enviados para os votantes do SAG chegaram com problemas, o que pode explicar deixar um papel-isca de prêmios (Martin Luther King) fora da lista. As chances de Timothy Spall, por Sr. Turner, estão mais tímidas, mas um filme de Mike Leigh sempre pode surpreender no Oscar. Bradley Cooper, por Sniper Americano, e Oscar Isaac, em A Most Violent Year, precisavam ter o aval do sindicato para se tornar competidores mais sérios.

Jennifer Aniston é a grande surpresa entre as atrizes. Ela pode solucionar o vácuo que existe nesta categoria. Julianne Moore, de Still Alice, Reese Whiterspoon, por Livre, e Rosamund Pike, estrela de Garota Exemplar, são certezas absolutas (se é que isso existe), e Felicity Jones, de A Teoria de Tudo, segue bem perto deste grupo, mas a quinta vaga está em aberto. Brigam por ela Amy Adams (Grandes Olhos), Hilary Swank (The Homesman), Emily Blunt (Caminhos da Floresta), Gugu Mbatha-Raw (Belle) e Shailene Woodley (A Culpa é das Estrelas). Ninguém aparece com muita força na disputa. Com a indicação ao prêmio do SAG, Aniston sai bem na frente.

Entre os atores coadjuvantes, três grandes forças: o favorito J.K. Simmons, de Whiplash; seu maior rival, Edward Norton, em Homem-Pássaro; e o cada vez mais forte Ethan Hawke, por Boyhood. Robert Duvall, de O Juiz, também muito citado, fica mais forte, e Mark Ruffalo, por Foxcatcher, consolida suas chances. Existem várias outras possibilidades, mas nenhuma muito certa. Josh Brolin, de Vício Inerente, é uma boa aposta. Tom Wilkinson, por Selma, seria outra.

A lista de atrizes coadjuvantes, a grande ausência foi a de Jessica Chastain, por A Most Violent Year, filme completamente ignorado pelo SAG, mas Laura Dern, de Livre, também parecia ter chances aqui e precisava desta indicação para ficar mais competitiva para o Oscar. Patricia Arquette, que é a favorita por Boyhood, lidera o time de candidatas. Meryl Streep, fazendo uma bruxa e cantando em Caminhos da Floresta, parece irresistível. Keira Knightley, por O Jogo da Imitação, ficou mais forte, junto com Emma Stone, por Homem-Pássaro. A quinta indicação foi para Naomi Watts, por St. Vincent, mas será que esse filme chega ao Oscar? Se os screeners de Selma chegarem direitinho pro Oscar, Carmen Ejogo é uma ótima alternativa, mas Chastain ainda parece uma aposta mais viável.

No quesito de elenco, que funcionaria como um “melhor filme” pro SAG, Boyhood (que ainda parece o favorito porque fala várias línguas: indies, família, projeto único), Homem-Pássaro (que parece mais candidato do que competidor com chances) e O Jogo da Imitação (alternativa mais mainstream caso a Academia ache o filme de Richard Linklater independente demais) são os filmes mais fortes. O primeiro e o último tiveram três indicações no prêmio do SAG e o filme de Alejandro Gonzalez Iñarritu, quatro. O Grande Budapeste Hotel conseguiu papar uma vaguinha e até pode aparecer entre os dez (ou nove, nunca se sabe) filmes do Oscar, mas as chances são menores. Já A Teoria de Tudo também entrou e também deve aparecer no listão da Academia. Selma não apareceu talvez por causa das cópias, mas Caminhos da Floresta não emplacou aqui e suas chances ficam menos claras entre os melhores filmes da festa do Oscar.

Lembrando que tudo pode (deve?) mudar amanhã, com os indicados ao Globo de Ouro. A corrida deste ano está emocionante.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *