A Liga dos Blogues Cinematográficos vai eleger os melhores filmes dos anos 50. Cada integrantes contribuirá com 20 títulos. Os meus (acrescidos de mais alguns porque esse é meu vício, afinal) seguem abaixo numa relação bem difícil de fechar e cheia de injustiças.

1 Onde Começa o Inferno (59), de Howard Hawks
2 Cantando na Chuva (52), de Gene Kelly & Stanley Donen
3 O Incrível Homem que Encolheu (57), de Jack Arnold
4 Intriga Internacional (59), de Alfred Hitchcock
5 Morangos Silvestres (57), de Ingmar Bergman
6 Janela Indiscreta (54), de Alfred Hitchcock
7 Os Incompreendidos (59), de François Truffaut
8 Os Esquecidos (50), de Luis Buñuel
9 Rastros de Ódio (56), de John Ford
10 Crepúsculo dos Deuses (50), de Billy Wilder

11 Um Corpo que Cai (58), de Alfred Hitchcock
12 Meu Tio (58), de Jacques Tati
13 Rashomon (50), de Akira Kurosawa
14 A Marca da Maldade (58), de Orson Welles
15 Flor do Equinócio (58), de Yasujiro Ozu
16 Vidas Amargas (54), de Elia Kazan
17 No Silêncio da Noite (50), de Nicholas Ray
18 A Montanha dos Sete Abutres (51), de Billy Wilder
19 Contos da Lua Vaga Depois da Chuva (53), de Kenji Mizoguchi
20 O Batedor de Carteiras (59), de Robert Bresson

21 O Segredo das Jóias (50), de John Huston
22 O Mensageiro do Diabo (55), de Charles Laughton
23 Juventude Transviada (55), de Nicholas Ray
24 Vampiros de Almas (56), de Don Siegel
25 O Sétimo Selo (57), de Ingmar Bergman
26 Pacto Sinistro (51), de Alfred Hitchcock
27 Othello (52), de Orson Welles
28 Hiroshima, Meu Amor (59), de Alain Resnais
29 Doze Homens e uma Sentença (57), de Sidney Lumet
30 O Abismo de um Sonho (52), de Federico Fellini

31 Depois do Vendaval (52), de John Ford
32 Era uma Vez em Tóquio (53), de Yasujiro Ozu
33 Sindicato de Ladrões (54), de Elia Kazan
34 As Férias do Sr. Hulot (53), de Jacques Tati
35 O Salário do Medo (55), de Henri-Georges Clouzot
36 Sinfonia de Paris (51), de Vincente Minnelli
37 Noites de Cabíria (57), de Federico Fellini
38 Glória Feita de Sangue (57), de Stanley Kubrick
39 Quanto Mais Quente Melhor (59), de Billy Wilder
40 A Palavra (55), de Carl Theodore Dreyer

41 O Homem Errado (57), de Alfred Hitchcock
42 Os Sete Samurais (54), de Akira Kurosawa
43 Os Corruptos (53), de Fritz Lang
44 A Roda da Fortuna (53), de Vincente Minnelli
45 Sedução da Carne (54), de Luchino Visconti
46 Vida de Casado (51), de Mikio Naruse
47 Uma Rua Chamada Pecado (51), de Elia Kazan
48 Bancando a Ama Seca (58), de Frank Tashlin
49 Quinteto da Morte (55), de Alexander Mackendrick
50 O Dia em que a Terra Parou (51), de Robert Wise

Comentários

comentários

11 comentários sobre “Ranking Anos 50”

  1. LoL…. como você esquece do classico dos classicos “Ben Hur” ? (1959))
    Uma das primeiras histórias mitologicas sobre Jesus, etc etc.. roma blablabla.. o filme e uma super longa de 3 hora e la vai cacetada..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *