Top 300: o ranking alternativo

Esta é uma versão alternativa do ranking oficial. Nele, os dois critérios utilizados na enquete – o número de votos e o número de pontos – são invertidos. Ou seja, aqui as posições em que os filmes foram citados se sobrepõem à quantidade de vezes que o título foi lembrado. As mudanças já começam na primeira posição. Caso esta ordem de critérios fosse adotada, O Poderoso Chefão estaria no topo da lista. Além disso, e Janela Indiscreta entrariam nos Top 10, expulsando Era Uma Vez no Oeste e Cantando na Chuva. Além disso, cinco filmes passariam a integrar os 100 mais, sendo Noites de Cabíria o mais beneficiado: subiria 27 posições. Na lista abaixo, o primeiro número se refere à posição do filme neste ranking alternativo. O segundo número indica o posicionamento de cada um dos cem primeiros títulos de acordo com o ranking oficial para efeito de comparação.

1 (2) Poderoso Chefão, O (1972), Francis Ford Coppola
2 (1) Corpo que Cai, Um (1958), Alfred Hitchcock
3 (3) Cidadão Kane (1941), Orson Welles
4 (4) 2001: Uma Odisséia no Espaço (1968), Stanley Kubrick
5 (5) Crepúsculo dos Deuses (1950), Billy Wilder
6 (7) Aurora (1927), F.W. Murnau
7 (6) Era Uma Vez em Tóquio (1953), Yasujiro Ozu
8 (12) (1963), Federico Fellini
9 (13) Janela Indiscreta (1954), Alfred Hitchcock
10 (9) Cidade dos Sonhos (2001), David Lynch
11 (10) Era uma vez no Oeste (1968), Sergio Leone
12 (8) Cantando na Chuva (1952), Stanley Donen & Gene Kelly
13 (11) Rastros de Ódio (1956), John Ford
14 (17) Incompreendidos, Os (1959), François Truffaut
15 (18) Ano Passado em Marienbad, O (1961), Alain Resnais
16 (14) Laranja Mecânica (1971), Stanley Kubrick
17 (19) Psicose (1960), Alfred Hitchcock
18 (22) Casablanca (1942), Michael Curtiz
19 (15) Apocalypse Now (1979), Francis Ford Coppola
20 (23) Pulp Fiction (1994), Quentin Tarantino
21 (16) Taxi Driver (1976), Martin Scorsese
22 (27) Gritos e Sussurros (1972), Ingmar Bergman
23 (24) Deus e o Diabo na Terra no Sol (1964), Glauber Rocha
24 (26) Desprezo, O (1963), Jean-Luc Godard
25 (32) Persona (1966), Ingmar Bergman
26 (30) Regra do Jogo, A (1939), Jean Renoir
27 (31) Leopardo, O (1963), Luchino Visconti
28 (20) Amor à Flor da Pele (2000), Wong Kar-Wai
29 (28) Quanto Mais Quente Melhor (1959), Billy Wilder
30 (29) Blade Runner (1982), Ridley Scott
31 (36) Tempos Modernos (1936), Charles Chaplin
32 (21) Cabra Marcado Para Morrer (1985), Eduardo Coutinho
33 (25) Terra em Transe (1967), Glauber Rocha
34 (35) Hiroshima, Meu Amor (1959), Alain Resnais
35 (33) Jeanne Dielman (1975), Chantal Akerman
36 (45) Sétimo Selo, O (1957), Ingmar Bergman
37 (37) E.T. – O Extraterrestre (1982), Steven Spielberg
38 (41) Luzes da Cidade (1931), Charles Chaplin
39 (34) Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977), Woody Allen
40 (42) Limite (1931), Mário Peixoto
41 (38) Iluminado, O (1980), Stanley Kubrick
42 (47) Metrópolis (1927), Fritz Lang
43 (48) Palavra, A (1955), Carl Theodor Dreyer
44 (44) Felicidade Não Se Compra, A (1946), Frank Capra
45 (43) Anjo Exterminador, O (1962), Luis Buñuel
46 (46) Poderoso Chefão – Parte II, O (1974), Francis Ford Coppola
47 (39) Bebê de Rosemary, O (1968), Roman Polanski
48 (49) Onde Começa o Inferno (1959), Howard Hawks
49 (56) Demônio das Onze Horas, O (1965), Jean-Luc Godard
50 (57) Morangos Silvestres (1957), Ingmar Bergman
51 (53) Contos da Lua Vaga (1953), Kenji Mizoguchi
52 (50) Close-up (1990), Abbas Kiarostami
53 (54) Paixão de Joana D’Arc, A (1928), Carl Th. Dreyer
54 (58) Doce Vida, A (1960), Federico Fellini
55 (59) Encouraçado Potemkin, O (1925), Sergei Eisenstein
56 (59) Pássaros, Os (1963), Alfred Hitchcock
57 (76) Touro Indomável (1980), Martin Scorsese
58 (66) Rocco e seus Irmãos (1960), Luchino Visconti
59 (61) Barry Lyndon (1975), Stanley Kubrick
59 (51) Ladrões de Bicicleta (1948), Vittorio De Sica
61 (55) Exorcista, O (1973), William Friedkin
62 (40) Acossado (1960), Jean-Luc Godard
63 (67) Se Meu Apartamento Falasse (1960), Billy Wilder
64 (77) Era Uma Vez na América (1984), Sergio Leone
65 (68) Enigma de Outro Mundo, O (1982), John Carpenter
66 (69) Rashomon (1950), Akira Kurosawa
67 (78) Sete Samurais, Os (1954), Akira Kurosawa
68 (62) Bandido da Luz Vermelha, O (1968), Rogério Sganzerla
69 (52) Bons Companheiros, Os (1990), Martin Scorsese
70 (85) Amarcord (1973), Federico Fellini
71 (63) Manhattan (1979), Woody Allen
72 (70) Mulher Sob Influência, Uma (1974), John Cassavetes
73 (71) Aos Nossos Amores (1983), Maurice Pialat
74 (79) M, o Vampiro de Dusseldorf (1931), Fritz Lang
75 (86) Asas do Desejo (1987), Wim Wenders
76 (103) Noites de Cabíria (1957), Federico Fellini
77 (80) Dogville (2003), Lars von Trier
78 (81) Império Contra-Ataca, O (1980), Irvin Kerschner
79 (87) Lawrence da Arábia (1962), David Lean
80 (104) Alien, o Oitavo Passageiro (1979), Ridley Scott
81 (92) Três Homens em Conflito (1966), Sergio Leone
82 (72) Jogo de Cena (2007), Eduardo Coutinho
83 (105) Vá e Veja (1985), Elem Klimov
84 (64) Cidade de Deus (2002), Fernando Meirelles (co. Kátia Lund)
85 (73) Paris, Texas (1984), Wim Wenders
86 (88) Tiro na Noite, Um (1981), Brian De Palma
87 (93) Clube da Luta (1999), David Fincher
88 (94) Atalante, O (1934), Jean Vigo
89 (106) Prelúdio para Matar (1975), Dario Argento
90 (65) Blow-up – Depois Daquele Beijo (1966), Michelangelo Antonioni
91 (95) Malvada, A (1950), Joseph L. Mankiewicz
92 (107) Festim Diabólico (1948), Alfred Hitchcock
93 (89) Meu Ódio Será Sua Herança (1969), Sam Peckinpah
94 (96) Stalker (1979), Andrei Tarkovski
95 (82) Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (2004), Michel Gondry
96 (97) Tempo de Diversão (1967), Jacques Tati
97 (74) Eles Vivem (1988), John Carpenter
98 (98) …E O Vento Levou (1939), Victor Fleming
99 (99) Passageiro: Profissão Repórter, O (1975), Michelangelo Antonioni
100 (90) Tudo Sobre Minha Mãe (1999), Pedro Almodóvar

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *