O VELHO E O NOVO: TUDO DE NOVO

Robôs sofre com sua falta de pretensão

É curioso que um filme onde tudo é futuro, desenvolvimento, tecnologia consiga ser tão velho. Esse é o caso de Robôs, que a dupla Chris Wedge e Carlos Saldanha nos entrega nesta temporada. A história do robôzinho que vai à cidade grande para realizar seu sonho de se transformar em inventor recicla um monte de textos conhecidos sobre superação, união-faz-a-força, bem-contra-o-mal. Ah, é pra criancinhas, eu sei, mas desde os Animaniacs as criancinhas não são mais tão bobinhas. Há o herói idealista, o vilão malvado, o vilão bundão, o personagem engraçadinho, a mocinha – bem, aqui há duas mocinhas, ora vejam só. Um insinuado triângulo amoroso metálico para crianças.

O visual é esplêndido, com retoques e detalhes que deixam os robozinhos fofos mais interessantes, como a ferrugem, que toma conta de boa parte do personagens (pobres). Mas o cenário é desperdiçado com um texto que não tem nenhuma graça, nem é inteligente e muito menos bonito, como o filme anterior dos diretores, A Era do Gelo (cuja continuação, por sinal, mereceu um trailer). A única piada realmente boa é a aparição do Homem de Lata, de O Mágico de Oz. No fim, Robôs não tem pretensão, não quer ser nada, significar nada. A luta do bem contra o mal já foi bem mais interessante. Mesmo na sua versão para crianças.

ROBÔS
Robots, Estados Unidos, 2005.
Direção: Chris Wedge, com co-direção de Carlos Saldanha.
Roteiro: Lowell Ganz e Babaloo Mandel, a partir da história de Jim McClain e Ron Mita.
Elenco: Ewan McGregor, Dianne Wiest, Robin Williams, Halle Berry, Jim Broadbent, Mel Brooks, Amanda Bynes, Paula Abdul, Jennifer Coolidge, Lowell Ganz, Paul Giamatti, Dan Hedaya, Greg Kinnear, Jay Leno, Tim Nordquist, Natasha Lyonne, Stephen Tobolowsky, Stanley Tucci, Chris Wedge, James Earl Jones.
Direção de Arte: William Joyce. Montagem: John Carnochan. Música: John Powell. Produção: Jerry Davis e John C. Donkin. Site Oficial: http://www.robotsmovie.com.

rodapé:

Nesta sessão, dois trailers me chamaram a atenção: Quarteto Fantástico tem um elenco muito incomôdo, mas deve ser algo divertido e a segunda versão do trailer de A Vingança dos Sith tem todo o jeito de que este terceiro episódio dá de dez a zero nos dois anteriores, sem bem que isso não é muito difícil…

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *