A comédia em golpes certeiros

Sempre me impressionou bastante a harmonia que os filmes de kung fu conseguem entre ação e comédia. Os longas estrelados por Bruce Lee, por exemplo, têm um timing invejável que supera muitas vezes alguns dos comediantes atuais do cinema norte-americano. Mas este Kung-fusão vai além desse talento natural. O filme de Stephen Chow é um pastiche de referências, que vão desde aos westerns spaghetti ao desenho do Papaléguas. Na sua mistura saudável, Chow consegue manter um tom despretensioso que dá imenso charme ao filme. Incorpora os efeitos visuais absurdos como extensão natural da trama e cria personagens de fácil identificação (alguns, por sinal, bem originais como o alfaiate ou menino com a bunda-de-fora). Mas quem domina as cenas em que aparece é a “senhora proprietária”, que homenageia algumas grandes mamas. A fórmula de Chow funciona bem demais, mas tem data de validade. A certo ponto, o filme parece longo e, apesar de manter fôlego até o final (ecos de Chaplin por ali), termina sem a empolgação inicial. Mas não deixa de ser uma pérola.

KUNG-FUSÃO
Gong Fu, China, 2004.
Direção: Stephen Chow.
Roteiro: Stephen Chow, Tsang Kan Cheong e Chan Man Keung.
Elenco: Stephen Chow, Leung Siu Lung, Yuen Wah, Yuen Qiu, Dong Zhi Hua, Chiu Chi Ling, Xing Yu, Huang Sheng Yi, Feng Xiao Gang, Chan Kwok Kwan, Lam Tze Chung, Tin Kai Man, Lam Suet, Jia Kang Xi, Fung Hak On.
Fotografia: Poon Hang Sang. Montagem: Angie Lam. Direção de Arte: Oliver Wong. Música: Raymond Wong. Figurinos: Shirley Chan. Produção: Stephen Chow, Chui Po Chu e Jeff Lau. Site Oficial: Kung-Fusão.

nas picapes: Starman, Seu Jorge.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *