Owen Wilson, Marion Cotillard, Rachel McAdams, Corey Stoll

Dizem que Meia-Noite em Paris seria um plágio de um filme francês dos anos 50. Pesquisei. Encontrei o filme. A trama é parecida, mas não exatamente igual. Mas, para mim, isso na verdade pouco importa. Eu gostei tanto de como Woody amarra sua trama, de como ele parece tão encantado em visitar pontos turísticos de Paris, de como ele soa tão espontâneo em seu desfile de referências artísticas, de como ele parece se divertir tanto com sua brincadeira que o que soa meio bobo para mim é cobrar originalidade com um resultado tão gostoso.

Dizem também que Meia-Noite em Paris é um filme menor de Woody Allen, que é meio bobo em sua viagem fantástica pelo tempo. Até concordo. Mas o que é um “filme maior” de Woody Allen? Quando ele não cai no bobo, mesmo tratando de assuntos mais sérios? Num filme sobre uma crise de casamento, ele encontra espaço para uma aparição surpresa de Marshall McLuhan. Uma mulher que entra e sai de uma tela de cinema é um filme menor porque, na prática, não se entra e sai de uma tela de cinema? Não me convence.

E olha que Meia-Noite em Paris está longe dos meus filmes favoritos de Woody Allen, que está longe de estar entre meus diretores favoritos. Mas eu gostei muito de como, mesmo depois dos 70, esse cineasta ainda dá a cara a tapa e faz um filme de fantasia facilmente identificável como um filme bobo. Gostei de como ele cria, sustenta e defende sua brincadeira. De como essa brincadeira lança uma discussão interessante sobre como nossa resposta para nossas frustações sempre está no que já passou. Em como Owen Wilson copia descaradamente o Woody ator e está maravilhoso assim mesmo.

Que bobagem, meninada! Esse filme é uma delícia.

Meia-Noite em Paris EstrelinhaEstrelinhaEstrelinha½
[Midnight in Paris, Woody Allen, 2011]

Comentários

comentários

11 comentários sobre “Meia-noite em Paris”

  1. Um boa surpresa, não tinha lido nada sobre o filme.Para quem conhece Paris ,ama a literatura e as artes um deleite, a fotografia perfeita principalmente algumas tomadas a noite(Renoir),observe se assistir de novo.bjos para todos que curtem cinema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *