Oscar 2016

Os críticos resolveram falar. Três das principais agremiações anunciaram seus vencedores até agora (National Board of Review, New York e Los Angeles) e várias outras também lançaram suas listas (Boston, Boston Online, New York Online, Washington) e já dá para ter uma boa ideia de como está a corrida nas principais categorias. Spotlight, de Tom McCarthy, como previsto, é um do favoritos, com Carol, de Todd Haynes, ressurgindo depois de uma inexplicável onda de descrédito, e Mad Max: Estrada da Fúria, de George Miller, se consolidando como a grande surpresa do ano. Os três parecem ser locks na categoria principal, também têm tudo para emplacar seus diretores e ganham força como conjunto, ou seja, ficam mais sólidos nas demais categorias.

Brooklyn, bastante lembrado, parece igualmente ter uma vaga garantida em melhor filme, mas Perdido em Marte e O Regresso, que pareciam boas apostas para ganhar, agora devem lutar pela indicação. O Quarto de Jack sai fragilizado, mas ainda parece dentro. Ponte de Espiões e Divertida Mente correm por fora, como sempre correram. E os elogios a Creed podem fazer com que o filme roube a vaga de concorrente mais vistosos, como Os Oito Odiados, pouco lembrado, e Joy, quase esquecido. Steve Jobs confirmou o que as bilheterias disseram: não é a vez de Danny Boyle.

A categoria de melhor ator ainda é a mais bagunçada. Michael Keaton e Paul Dano ganharam prêmios como protagonistas, mas os estúdios tentam vendê-los como coadjuvantes. Difícil dizer se isso impulsiona suas campanhas no quesito de apoio ou se ajuda a dividir seus votos. A princípio, eles parecem fortes, mas não como principais, o que, por sinal, inflaria uma categoria já inflada. Se eles forem confirmados como coadjuvantes – vamos ver o que diz o SAG e o Globo de Ouro, Leonardo Di Caprio e Michael Fassbender são beneficiados. E como filme de Fassbender não tem grandes chances fora daqui, pode ser finalmente a vez de dar um Oscar para DiCaprio. Matt Damon ganhou o National Board of Review, mas não está garantido no Top 5. Johnny Depp poderia ter ganho mais apoio até essa altura.

Três atrizes dividem as atenções na categoria principal. Charlotte Rampling, Saoirse Ronan e Brie Larson. Parecem ser indicações bem sólidas, com Rampling, pelo histórico, despontando como uma favorita precoce. Cate Blanchett corre por fora, mas seu filme parece ter muitos fãs e ela mesma também tem. Deve entrar. A quinta vaga é que parece ser a questão e como J-Law é um evento em si e David O. Russell tem aquele talento para vender seus atores, ela pode se aproveitar da indefinição em relação a Rooney Mara e Alicia Vikander, que ganharam campanha como coadjuvantes, mas vão ser consideradas protagonistas pelo Globo de Ouro, por exemplo. Blythe Danner é outra possibilidade, mas seu filme é pequeno demais e ela teria que contar com muito apoio do SAG e do Globo de Ouro.

Dano e Keaton seriam locks entre os coadjuvantes se não houvesse a confusão de categorias. Ainda parecem estar nesse segundo escalão – e com destaque -, mas podem se prejudicar também. Já Mark Rylance e Sylvester Stallone estão bem fortes, com Sly parecendo ser uma indicação irrestível tanto para os críticos quanto para a indústria. Vamos aguardar o SAG. Tom Hardy e Mark Ruffalo parecem ser as principais opções para conquistar a quinta vaga. Do lado feminino, Mara e Vikander, que também sofrem com a indefinição de categoria, continuam como opções fortes, mas ganharam uma inusitada companheira, Kristen Stewart, que parecem ter fincado uma indicação com tantos prêmios e pode até ganhar. Jennifer Jason Leigh pode encontrar sua vaga, assim como Jane Fonda, sabe como é, né? Jane Fonda (apesar do filme ser horrível).

Minhas apostas para o Oscar 2016 estão atualizadas.

filme

Spotlight, Tom McCarthy
Mad Max: Estrada da Fúria, George Miller
Carol, Todd Haynes
Brooklyn, John Crowley
Perdido em Marte, Ridley Scott
O Regresso, Alejandro Gonzalez Iñarritu
O Quarto de Jack, Lenny Abrahamson
Ponte de Espiões, Steven Spielberg
Creed, Ryan Coogler
Divertida Mente, Pete Docter & Ronnie Del Carmen

direção

Tom McCarthy, Spotlight
Todd Haynes, Carol
George Miller, Mad Max: Estrada da Fúria
John Crowley, Brooklyn
Alejandro Gonzalez Iñarritu, O Regresso

ator

Leonardo Di Caprio, O Regresso
Michael Fassbender, Steve Jobs
Eddie Redmayne, A Garota Dinamarquesa
Johnny Depp, Aliança do Crime
Matt Damon, Perdido em Marte

atriz

Charlotte Rampling, 45 Anos
Saoirse Ronan, Brooklyn
Brie Larson, O Quarto de Jack
Cate Blanchett, Carol
Jennifer Lawrence, Joy

ator coadjuvante

Michael Keaton, Spotlight
Paul Dano, Love & Mercy
Mark Rylance, Ponte de Espiões
Sylvester Stallone, Creed
Tom Hardy, O Regresso

atriz coadjuvante

Kristen Stewart, Acima das Nuvens
Rooney Mara, Carol
Alicia Vikander, A Garota Dinamarquesa
Jennifer Jason Leigh, Os Oito Odiados
Jane Fonda, Juventude

roteiro original

Spotlight, Thomas McCarthy & Josh Singer
Os Oito Odiados, Quentin Tarantino
Divertida Mente, Josh Cooley, Pete Docter & Meg LeFauve
Ponte de Espiões, Matt Charman, Ethan Coen & Joel Coen
Joy, Annie Mumolo, David O. Russell

roteiro adaptado

Carol, Phyllis Nagy
Brooklyn, Nick Hornby
O Quarto de Jack, Emma Donoghue
Perdido em Marte, Drew Goddard
Anomalisa, Charlie Kaufman

filme estrangeiro

O Filho de Saul (Hungria), László Nemes
Que Horas Ela Volta? (Brasil), Anna Muylaert
Cinco Graças (França), Deniz Gamze Ergüven
Labirinto de Mentiras (Alemanha), Giulio Ricciarelli
A Assassina (Taiwan), Hou Hsiao-hsien

filme de animação

Divertida Mente, Pete Docter & Jonas Rivera
Anomalisa, Charlie Kaufman & Duke Johnson
Shaun, o Carneiro, Mark Burton & Richard Starzak
O Bom Dinossauro, Peter Sohn
Kahlil Gibran’s The Prophet, Roger Allers

fotografia

Mad Max: Estrada da Fúria, John Seale
Carol, Edward Lachman
O Regresso, Emmanuel Lubezki
Os Oito Odiados, Robert Richardson
Perdido em Marte, Dariusz Wolski

montagem

Mad Max: Estrada da Fúria, Margaret Sixel
Spotlight, Tom McArdle
O Regresso, Stephen Mirrione
Perdido em Marte, Pietro Scalia
Ponte de Espiões, Michael Kahn

direção de arte

Mad Max: Estrada da Fúria, Colin Gibson & Lisa Thompson
Carol, Judy Becker
Ponte de Espiões, Adam Stockhausen, Rena DeAngelo & Bernhard Henrich
Brooklyn, François Séguin & Suzanne Cloutier
A Garota Dinamarquesa, Eve Stewart & Michael Standish

figurinos

Carol, Sandy Powell
Cinderela, Sandy Powell
A Garota Dinamarquesa, Paco Delgado
Brooklyn, Odile Dicks-Mireaux
A Colina Escarlate, Kate Hawley

maquiagem

Mad Max: Estrada da Furia
A Garota Dinamarquesa
Star Wars: Episódio 7 – O Despertar da Força

trilha sonora

Os Oito Odiados, Ennio Morricone
Carol, Carter Burwell
O Regresso, Alva Noto & Ryûichi Sakamoto
A Garota Dinamarquesa, Alexandre Desplat
Mad Max: Estrada da Fúria, Tom Holkenborg aka Junkie XL

canção

“One Kind of Love”, Love & Mercy
“See You Again”, Velozes e Furiosos 7
“Writing’s On the Wall”, 007 contra Spectre
“So Long”, Concussion
“Til It Happens To You”, The Hunting Ground

edição de som

Mad Max: Estrada da Fúria
Star Wars: O Despertar da Força
O Regresso
Evereste
Perdido em Marte

mixagem de som

Star Wars: O Despertar da Força
Mad Max: Estrada da Fúria
O Regresso
Perdido em Marte
No Coração do Mar

efeitos visuais

Star Wars: O Despertar da Força
Mad Max: Estrada da Fúria
Perdido em Marte
A Travessia
Jurassic World

documentário

Amy, Asif Kapadia
O Peso do Silêncio, Joshua Oppenheimer
Listen to Me Marlon, Stevan Riley
Cartel Land, Matthew Heineman
Going Clear: Scientology and the Prison of Belief, Alex Gibney

Comentários

comentários

6 comentários sobre “Oscar 2016: terceiro round de apostas”

  1. Chico, bom dia/boa tarde/boa noite!
    Não deu pra não perceber que você colocou Episódio VII entre suas estimativas. Isso por que você viu o filme já ou por que imagina que essas sejam as categorias em que o filme possa ser indicado (com o que concordo, se for o caso)? Se já viu o filme, pode dizer algo ou as informações ainda estão sob embargo?

    Grande abraço e vai Mad Max!!!

  2. Chico, ainda há chances da Regina Casé conseguir uma indicação a melhor atriz? Mesmo que eu acredito que o oscar está entre Brie Larson, Cate Blanchett e Jenniefer Lawrence, a indicação poderá ajudar o Que Horas ela Volta? a ter chances ao prêmio de Filme Estrangeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *