Ranking de 2005

Todo ano é a mesma coisa: um monte de gente dizendo que o cinema morreu, que a criatividade acabou, que nada é mais como antigamente. Nunca concordei muito com esse derrotismo, mas 2005 veio para provar que eu estava errado. Além de não estar morto, o cinema está muito vivo, imensamente vivo. Há pelo menos quatro obras-primas lançadas no circuito comercial neste ano, além de vários filmes acima da média. A lista a seguir, diferentemente das listas de melhores do meu prêmio pessoal, considera apenas os filmes lançadas comercialmente no país no ano passado.

melhores filmes do ano:

1 Clean, de Olivier Assayas
2 Reis e Rainha, de Arnaud Desplechin
3 Marcas da Violência, de David Cronenberg
4 Um Filme Falado, de Manoel de Oliveira
5 Terra dos Mortos, de George Romero
6 A Vida Marinha com Steve Zissou, de Wes Anderson
7 A Menina Santa, de Lucrecia Martel
8 Guerra dos Mundos, de Steven Spielberg
9 O Aviador, de Martin Scorsese
10 Bom Dia, Noite, de Marco Bellocchio
11 Cinema, Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes
12 Ninguém Pode Saber, de Hirokazu Kore-eda
13 King Kong, de Peter Jackson
14 Oldboy, de Chanwook Park
15 O Castelo Animado, de Hayao Miyazaki
16 Mar Adentro, de Alejandro Amenábar
17 Cidade Baixa, de Sérgio Machado
18 Sin City, de Frank Miller e Robert Rodriguez
19 Flores Partidas, de Jim Jarmusch
20 Menina de Ouro, de Clint Eastwood

melhores filmes brasileiros:

As notícias para o cinema brasileiro também foram muito boas. O ano começou com um belo filme sobre a ditadura, seguiu com um belo filme sobre uma família no deserto e terminou com dois belos, um deles belíssimo, filmes nordestinos que não se escoram no estereótipo e nos clichês para mostrar a região.

1 Cinema, Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes
2 Cidade Baixa, de Sérgio Machado
3 Cabra-Cega, de Toni Venturi
4 Casa de Areia, de Andrucha Waddington
5 Bens Confiscados, de Carlos Reichenbach

piores filmes do ano

De um lado, muitos filmes bons; do outro, filmes desprezíveis. Há aqueles que apostam no choque para chamar a atenção e se revelam tão denunciáveis quanto seus denunciados. Há outros que se fazem se radicais ou de fofinhos para agradar aos radicais e aos fofinhos. E ainda há aquela parcela dos filmes de terror que abominam o mistério e o suspense e se erguem apenas pela violência que mostram na tela (como se nisso houvesse mérito).

1 Quanto Vale ou é por Quilo?, de Sérgio Bianchi
2 Crash – No Limite, de Paul Haggis
3 Closer – Perto Demais, de Mike Nichols
4 Em Busca da Terra do Nunca, de Marc Foster
5 Contra a Parede, de Fatih Akin
6 O Operário, de Brad Anderson
7 Jogos Mortais, de James Wan
8 Provocação, de Tod Williams
9 O Massacre da Serra Elétrica, de Marcus Nispel
10 Herói, de Zhang Yimou

Comentários

comentários

14 comentários sobre “Top 20 2005: melhores e piores do ano”

  1. tem muitos filmes que ainda nao vi da sua lista. reis e rainha eu baxei e nao achei legenda, clean alugo ainda neste mes, marcas é muito foda. hoje aluguei steve zissou. pena que os grandes filmes nacionais ou nao estrearam aqui ou eu nao vi. casa de areia ja saiu em dvd?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *