É o lobo! É o lobo! Ah, é?

Wes Craven é cineasta multifuncional. Serve para fazer filmes bons; serve para fazer filmes ruins. A expectativa, desta vez, era bem boa: o diretor, retomando a parceria com o roteirista da delícia chamada Pânico (de 1996, que gerou uma seqüência ótima e outra medíocre) num filme de lobisomens, estrelado pela musa indie Christina Ricci, que há tempos não faz nada que preste. Mas o alarme era mais falso do que os avisos que desacreditaram Pedro, o do lobo. Amaldiçoados é ruim que dói.

Veja bem, filmes com lobisomens têm uma grande probabilidade de serem porcarias: Mike Nichols, pra citar apenas um diretor com certo prestígio, há 11 anos, tentou fazer um longa sério sobre o tema, Lobo, e conseguiu apenas desperdiçar Jack Nicholson e Michelle Pfeiffer. Algo parecido acontece com a pobre Christina Ricci, que ganha a pele de uma executiva de TV e vive fardada como tal.

Craven, que não lançava um longa novo havia cinco anos, resolveu levar seu filme menos a sério. O roteiro abre espaço para dezenas de piadas – quase todas sem a mínima graça – e as verdades sobre os lobisomens ganham adaptações abestalhadas. O roteirista Kevin Williamson, tão criativo outrora, resgata fórmulas tão gastas – e que nunca funcionam muito – de forma tão inocente (quero crer que aquilo não tenha sido intencional), que esculhamba qualquer tentativa de fazer o filme vingar.

E, olha, nem há essa tentativa.

Na saída da sessão, há a real impressão de que o filme foi deliberadamente feito para ser ruim. Não uma brincadeira boboca, despretensiosa, nem um produto com pretensões de virar cult pelo lado trash – esse lado mal existe. Amaldiçoados é ruim porque não faz esforço nenhum para ser bom nem para ser ruim. Entregar pontas a Shannon Elizabeth (ótima na performance de seus seios em American Pie, irmãos Weitz, 1999) ou para aquela cantorazinha daquele tipo de musicazinha que domina as paradazinhas dos Estados Unidos é um recurso tão zero-a-esquerda que você deseja que Freddy Kruger apareça a qualquer momento para estralhaçar todo mundo: dos lobos ao diretor.

AMALDIÇOADOS
Cursed, Estados Unidos, 2005.
Direção: Wes Craven.
Roteiro: Kevin Williamson.
Elenco: Christina Ricci, Jesse Eisenberg, Joshua Jackson, Portia de Rossi, Mya, Shannon Elizabeth, Daniel Edward Mora, Kristina Anapau, Scott Baio, Milo Ventimiglia, Jonny Acker, Eric Ladin, Michael Rosenbaum, Judy Greer, Derek Mears e o cão Solar.
Fotografia: Robert McLachlan. Montagem: Gregg Featherman, Patrick Lussier e Lisa Romaniw. Direção de Arte: Chris Cornwell e Bruce Alan Miller. Música: Marco Beltrami. Figurinos: Alix Friedberg. Produção: Marianne Maddalena e Kevin Williamson. Site Oficial: Amaldiçoados. Duração: 96 min.

nas picapes: World Leader Pretend, REM.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *