Há alguns meses, Batman, o Cavaleiro das Trevas, novo filme do homem-morcego, não sai da boca de fãs de quadrinhos e cinéfilos. Mas o astro Christian Bale não tem nada a ver com isso. O vilão do filme, interpretado pelo ator Heath Ledger, que foi encontrado morto nesta terça-feira (22) em Nova York, é quem atraiu a atenção do público.

Primeiro, foram os boatos. Depois as fotos e os trailers de divulgação do longa, que tem direção de Christopher Nolan e previsão de estréia para julho. Tudo indica que a interpretação de Ledger como o arqui-rival do herói, o Coringa, vai ser antológica.

Nada dava conta de que ele seria tão ovacionado. O começo da carreira do ator foi insólito. Seu primeiro papel importante foi na comédia adolescente 10 Coisas que eu Odeio em Você, uma adaptação teen para Shakespeare. Mas sua performance foi tão elogiada que oportunidades apareceram por toda parte. A atenção deu a Ledger papéis em filmes mais importantes, como o de filho de Mel Gibson em O Patriota. Mas o talento do ator não cabia em longas ruins e ele foi ganhando cada vez mais destaque.

Depois de A Última Ceia, com Halle Berry, do skatista de Os Reis de Dogtown e de trabalhar com Terry Gilliam em Os Irmãos Grimm, um diretor chinês resolveu dar a Ledger o papel de uma carreira. Foi em O Segredo de Brokeback Mountain que o ator arriscou suas fichas. A decisão de interpretar um caubói gay foi corajosa para um astro jovem, galã promissor. Se o filme desse errado, Ledger estaria condenado. Mas as primeiras cenas do trabalho de Ang Lee mostram um ator devastador, que terminou indicado ao Oscar e foi comparado imediatamente a Marlon Brando e James Dean.

Pode ser exagero, mas talvez não. Num mundo de estrelas jovens cada vez mais caretas, Ledger era algo como o último rebelde do cinema norte-americano, uma das sete faces de Bob Dylan em Não Estou Lá. Hoje, diante da notícia de sua morte, o único bálsamo é saber que sua despedida nas telas tem tudo para ser lembrada para sempre. Num dia triste, o cinema não perde um astro, mas algo cada vez mais raro em Hollywood, um ator maiúsculo.

*Texto escrito originalmente para o G1

O Segredo de Brokeback Mountain
Filmografia vista:

10 Coisas que Eu Odeio em Você 3 estrelas3 estrelas3 estrelas
(Gil Junger, 1999)
O Patriota 1 estrelas
(Roland Emmerich, 2000)
Coração de Cavaleiro 3 estrelas3 estrelas3 estrelas
(Brian Helgeland, 2001)
A Última Ceia 3 estrelas3 estrelas3 estrelas
(Marc Foster, 2001)
Os Irmãos Grimm 3 estrelas3 estrelas3 estrelas
(Terry Gilliam, 2005)
O Segredo de Brokeback Mountain 4 estrelas3 estrelas3 estrelas3 estrelas3 estrelas
(Ang Lee, 2005)
Candy 2 estrelas3 estrelas
(Neil Armfield, 2006)
Não Estou Lá 4 Estrelas3 estrelas3 estrelas3 estrelas
(Todd Haynes, 2007)

Comentários

comentários

10 comentários sobre “Heath Ledger: um adeus precoce”

  1. EU TAMBÉM ESTOU COM O CORAÇÃO DESPEDAÇADO COM A MORTE DO ATOR.UM POÇO DE TALENTO SE FOI.O HEATH LEMBRAVA OS GRANDES ASTROS ANTIGOS.ELE TROUXE A REBELDIA À HOLLYWOOD,HÁ MUITO HOLLYWOOD CARECIA DE UM ATOR MENOS CARETA.HEATH SAÍA DA MESMICE, NÃO REPETIA PAPÉIS,ESTAVA SEMPRE À SE REINVENTAR E NUNCA À SE REPETIR.QUE FALTA FARÁ!

  2. PARA ELOISA CONDE: VOCE PODE ENCOMENDAR ESTES FILMES NAS LOJAS AMERICANAS DE SUA CIDADE, PELA “AMERICANAS PONTO COM” OU IR EM ALGUMA LOCADORA GRANDE CONFIÁVEL E ENCOMENDAR.EU COMPREI “A ÚLTIMA CEIA” NAS LOJAS AMERICANAS E “CANDY” DE UMA LOCADORA NO CENTRO DE BELO HORIZONTE CHAMADA “BH-DVD VÍDEOS”.

  3. Heath Ledger, caramba!!! Cheguei a ficar nitidamente arrazado com a notícia da morte dele. O vi uma vez no aeroporto Charles de Gaulle em Paris quando ele ainda estava no anonimato ainda. Um françês amigo meu estava no meu lado e comentou. Naquele dia não dei muita importância. Quando assisti o filme “Brokeback Mountain” o reconheci na hora. Desde então me tornei fâ de carteirinha desse cara, a-d-o-r-o ele de paixão, quer dizer “adorava”.
    Heath, se vc puder me ver de onde vc está quero que saiba que se houve alguém que gostou de vc de verdade esse alguém sou eu.
    Quem quizer falar mais à respeito do Heath me escrevam: nelsosoares@yahoo.com.br

  4. Alguém conhece uma locadora que tenha os dois únicos filme que não ví do Heath Ledger. Candy, e a última ceia???
    vou agradecer muito quem me ajudar.
    Senti profundamente a morte dele

  5. Vai fazer muita falta ! Grande ator era o Heath …
    E descobri há pouco, meio atrasado, que há alguns dias também morreu o Brad Renfro ! Outro jovem promissor … o que tá acontecendo ?

  6. Fiquei igualmente arrasada com a notícia, hoje de manhã. Eu sou grande fã dele, pelas razões que vc apresentou e outras mais que fazem parte do fato de eu ser menina..rs… Seu texto está lindo mesmo, e é uma pena perder um ator desta categoria, que nem tinha começado ainda a mostrar seu brilho.
    Vai saber o que se passa nesses planos divinos por aí, não é?

  7. Bela homenagem a um grande ator o seu texto. Realmente foi um adeus prococe demais, ele ainda tinha muito a nos presentear com suas performances no cinema, não tenho dúvida disso. Além de um ótimo ator, ele tinha algo de singular, o rosto, a voz, não era um galã qualquer. Triste, uma pena mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *